© – (Arquivo) A presidente interina da Bolívia, Jeanine Áñez
Por AFP

A presidente interina da Bolívia, Jeanine Áñez, anunciou nesta quinta-feira sua retirada da disputa presidencial, a um mês das eleições, numa tentativa de evitar a vitória do esquerdista Luis Arce, apoiado pelo ex-presidente Evo Morales.

“Hoje, deixo de lado minha candidatura à presidência da Bolívia, para cuidar da democracia”, disse a presidente interina, de direita, em pronunciamento na TV, no qual explicou que sua decisão foi tomada “ante o risco de que o voto democrático se divida entre vários candidatos e que, devido a isto, o MAS acabe vencendo a eleição”, em 18 de outubro.

Comentários