fbpx
Conecte-se conosco

Acre

Preço do metro quadrado no AC saiu por R$ 1.866,94 em agosto; o terceiro mais caro do país

Publicado

em

Setor de construção civil teve alta de 0,04% no mês passado, segundo dados do IBGE. Preço do metro quadrado no Acre segue como o maior da região Norte.

Preço do metro quadrado no AC saiu por R$ 1.866,94 em agosto; o terceiro mais caro do país — Foto: Hugo Costa/CBN Amazônia

O setor de construção civil teve uma alta de 0,04% em agosto no Acre e o estado segue com o maior preço do metro quadrado da região Norte. Os dados são do Índice Nacional da Construção Civil divulgados na terça-feira (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O custo médio do metro quadro no estado saiu de R$ 1.866,25 em julho para R$ 1.866,94 em agosto. Esse é o terceiro maior valor em relação aos estados brasileiros, ficando atrás somente de Santa Catarina (R$ 1.975,52) e Rio de Janeiro (R$ 1.889,12).

Com o resultado de agosto, o setor de construção civil acumulou uma alta de 3,72% no ano e 5,05% em 12 meses no Acre.

O custo do metro quadrado é composto pelo preço do componente material, que atualmente é de R$ 1.186,86 no Acre, e pelo preço da mão de obra, que está em R$ 680,08. Os dados apontam ainda que, em relação somente aos materiais, o Acre teve o maior valor em comparação com os demais estados.

Dados nacionais

 

No país, o Índice Nacional da Construção Civil (SINAPI) foi de 0,18% em agosto, caindo 0,05 ponto percentual em relação ao índice de julho (0,23%). O acumulado nos últimos 12 meses foi para 3,11%, resultado abaixo dos 3,52% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. O índice de agosto de 2022 foi de 0,58%.

Comentários

Acre

Vídeo: Catador de latas é flagrado comendo cachorro morto atropelado em Rio Branco

Publicado

em

No início da tarde desta terça-feira (20), uma cena chocante ocorreu em Rio Branco, quando o catador de latinhas, identificado como Ronielson Silva do Nascimento, de 24 anos, foi flagrado comendo um cachorro que havia sido atropelado e morto na Avenida Nações Unidas, no bairro do 7° BEC.

De acordo com relatos da polícia, Ronielson, residente na parte alta da cidade, estava percorrendo as ruas em busca de latinhas para vender quando deparou-se com o animal atropelado. Ignorando a cena, ele teria pegado uma faca e começado a cortar e consumir o corpo do cachorro.

O incidente bizarro chamou a atenção de policiais militares do 1° Batalhão, que imediatamente acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para assistência. Ronielson foi então detido e encaminhado para uma ambulância de suporte básico do Samu, onde foi algemado.

Embora não haja registros de problemas mentais anteriores de Ronielson, nem passagens pelo Hospital de Saúde Mental do Acre (Hosmac) ou pela polícia, o jovem foi conduzido à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Baixada da Sobral para uma lavagem estomacal. Apesar do comportamento, nenhuma acusação formal foi feita contra ele, uma vez que o animal já estava morto no momento do incidente. A única apreensão foi da faca utilizada.

Comentários

Continue lendo

Acre

A convite de Alan, Gonzaga debate com ministro e senadores maior oferta de voos e passagens mais baratas na Amazônia Legal

Publicado

em

O presidente da Assembleia Legislativa do Acre, deputado Luiz Gonzaga, participou nesta terça-feira (20) de reunião com o ministro do Turismo, Celso Sabino, e o senador Alan Rick, no Senado Federal, para tratar sobre maior oferta de voos e preços de passagens mais acessíveis entre os estados da Amazônia Legal.

A reunião aconteceu a convite do senador Alan Rick, que reconhece a luta de Luiz Gonzaga pelo desenvolvimento do Acre e parcerias comerciais com estados da Amazônia e países vizinhos como Peru e Bolívia.

Gonzaga agradeceu ao senador Alan pelo convite e afirmou que o debate para melhorar a malha viária do Acre e impulsionar o turismo e relações comerciais entre os estados da Amazônia Legal é fundamental para o desenvolvimento dessa região tão importante para o mundo.

“Este debate e aprovação do projeto de lei de autoria do senador Alan Rick é importante, pois vai gerar emprego e renda e impulsionar a economia do Acre através do turismo e comércio entre os estados e países da América do Sul”, disse.

O ministro Celso Sabino destacou a importância do Acre para o turismo brasileiro e afirmou que o governo irá debater mecanismos pra garantir um maior número de voos para a Amazônia Legal. Ele também pediu que o povo brasileiro visite o Acre.

“A Amazônia Legal concentra hoje a atenção do mundo inteiro e ainda é carente de conexão aérea. Nossa intenção é levar esse debate adiante e proporcionar ainda mais melhorias para a Amazônia. Venham para a Amazônia e conheçam o Acre”, disse o ministro.

Alan Rick agradeceu Gonzaga e ao ministro Sabino pela parceria e afirmou que continuará lutando para que a Amazônia Legal tenha uma oferta maior de voos com qualidade e preço justo.

“Quero agradecer ao presidente da Aleac, Luiz Gonzaga, e ao ministro Celso Sabino pelo apoio aos nossos projetos para a aviação, como o que permite que empresas sul-americanas operem voos de cabotagem nos estados da Amazônia Legal. Seguimos trabalhando para superar os desafios da aviação no Acre e garantir que esse projeto seja aprovado”, concluiu o senador.

Comentários

Continue lendo

Acre

Caminhão boiadeiro causa queda de quatro postes de energia elétrica em Rio Branco

Publicado

em

Na tarde desta terça-feira (20), um incidente na BR-364, próximo a um shopping em Rio Branco, chamou a atenção das autoridades locais. Um caminhão boiadeiro, cujo motorista ainda não foi identificado, foi o protagonista de um acidente que resultou na derrubada de quatro postes de energia elétrica.

Segundo relatos da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o veículo, de cor branca e placa BXG-0231, transitava no sentido centro-bairro pela Via Verde quando a barra de direção do caminhão cedeu. Isso levou o veículo a subir no canteiro lateral da pista, ocasionando a queda do primeiro poste. Os demais postes, impulsionados pela fiação de alta tensão, acabaram caindo em sequência.

Felizmente, no momento do acidente, não havia veículos transitando pela rua que dá acesso ao Condomínio de luxo Ecoville, Assaí Atacadista e ao shopping, evitando possíveis ferimentos ou danos adicionais. Contudo, a queda dos postes impediu temporariamente a entrada e saída de veículos nessas áreas comerciais e residenciais.

Os serviços de emergência foram acionados imediatamente. O Corpo de Bombeiros do 1° Batalhão, a Empresa Energisa e a PRF responderam ao chamado, cada um desempenhando seu papel na resolução da situação. Enquanto a PRF controlava o tráfego, interditando parcialmente a pista, o Corpo de Bombeiros estava presente para lidar com possíveis riscos de incêndio ou pessoas eletrocutadas. Os funcionários da Energisa realizaram a substituição dos postes danificados.

Apesar do incidente, o motorista do caminhão boiadeiro saiu ileso e permaneceu no local, colaborando com as autoridades e as empresas terceirizadas envolvidas. O veículo foi posteriormente removido por um guincho, após os procedimentos padrão de segurança.

Comentários

Continue lendo






Em alta