Passageiros registraram a lotação numa viajem de 110 km de Brasiléia à Assis Brasil, na fronteira com o Peru
Passageiros registraram a lotação numa viajem de 110 km de Brasiléia à Assis Brasil, na fronteira com o Peru

Fernando Oliveira 

Dezenas de passageiros que utilizam os serviços da empresa ATI, que faz a linha Brasiléia-Assis Brasil e vice versa, procuraram a imprensa para denunciar a falta de respeito que a referida empresa vem tendo com o povo, principalmente rural.

Segundo uma denunciante, a Empresa ATI, baixou os preços das passagens de ônibus, mas oferece apenas um veiculo para transportar o pessoal. Enquanto uma passagem de taxi de Brasiléia ao Km 75 custa 15 reais, no ônibus custa 5 reais somente.

A superlotação é  tamanha que chega a ser desrespeitosa com o consumidor. “A gente anda de ônibus por que precisa, mas é que nem sardinha em lata, sem contar que idosos e crianças passam a viajem toda em pé, por que quem chega primeiro toma acento e ninguém tem consideração com quem necessita e a empresa não fala nada”, conta Sr. Raimundo Celestino.

Para acompanhar de perto a denuncia, o repórter Fernando Oliveira, utilizou os serviços da ATI, comprovou a denuncia, tendo dificuldade inclusive para registrar a situação dentro do veiculo.

Os passageiros alertaram que vão procurar os vereadores de Brasiléia para que cobrem uma medida imediata da ATI.

Fonte: 3dejulhonoticias

Comentários