Conecte-se conosco

Acre

Notas contra emendas individuais é desrespeito com deputados,diz Moisés

Publicado

em

Deputado estadual pelo PCdoB, Moisés Diniz/Foto: Divulgação

Deputado estadual pelo PCdoB, Moisés Diniz/Foto: Divulgação

De acordo com alguns deputados da base governista que não querem se identificar, o Executivo está inconformado com a aprovação do relatório.

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 03/2013, que versa sobre as chamadas emendas impositivas do parlamento, ainda está rendendo capítulos dignos de novela mexicana.

Um dia após a aprovação do relatório técnico aprovado na comissão especial criada para analisar o projeto, alguns deputados estaduais afirmaram na manhã de sexta-feira (8) que estão sendo vítimas de uma tentativa de desmoralização com relação ao assunto.

Os deputados que enfrentaram uma semana de ‘queda de braço’ com o governo Tião Viana (PT), ao trancarem a pauta de votação, conquistaram na tarde de quinta-feira (7) uma significativa vitória ao verem aprovado o relatório, mas enfrentam, nos bastidores, uma guerra silenciosa com o Executivo, que não vê com bons olhos a aprovação da PEC.

De acordo com alguns deputados da base governista que não querem se identificar, o Executivo está inconformado com a aprovação do relatório e, principalmente, com o enfrentamento feito pelos parlamentares que trancaram a pauta de votação na última semana em represália à não liberação das emendas.

Na página pessoal mantida no Faceebook, o vice-presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), Moisés Diniz (PCdoB), desabafou a respeito de notas publicadas em um jornal diário que criticava o empenho dos parlamentares em lutar pela liberação das emendas.

“As emendas parlamentares aqui no Acre são destinadas aos mais pobres. Quem tenta vincular os deputados estaduais do Acre aos escândalos de Rondônia, de má fé está colocando sob suspeição também os oito deputados federais e os três senadores acreanos que acabaram de aprovar emendas impositivas de milhões de reais”, diz.

Moisés afirma que as notas tentando ligar as emendas impositivas à tentativa de corrupção eleitoral é um desrespeito para com o trabalho dos parlamentares acreanos.

“Diferente de outros estados, como Rondônia, que cada deputado tem um milhão de reais em emendas individuais, aqui no Acre é de R$ 100 mil. Até um dia desses, era de R$ 50 mil”, declarou.

Moisés afirmou, ainda, que as ditas emendas parlamentares no Acre são destinadas a entidades filantrópicas, ONGs, associações, orfanatos e casas de idosos.

“Aqui no Acre, os deputados destinam suas emendas aos mais pobres e vão continuar fazendo isso. No mais, vou propor que cada deputado encaminhe ao Ministério Público a indicação de suas emendas”, diz.

Para entender o caso: emendas impositivas

São as emendas parlamentares individuais no orçamento, embora no Acre elas não sejam liberadas desde  a gestão do ex-governador Arnóbio Marques (PT).

A emenda parlamentar no Acre é uma das menores do país: R$ 100 mil. Em alguns estados, o valor chega a R$ 1.500 milhão.

A PEC 03 é de autoria do deputado José Luiz Tchê, ex-presidente da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale).

Comentários


Acre

Boletim da Sesacre registra 39 novos casos de Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), informa que foram registrados 39 novos casos de coronavírus neste domingo, 4 de dezembro. O número de infectados notificados é de 154.710 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 361.546 notificações de contaminação pela doença, sendo que 206.826 casos foram descartados e 10 exames de RT-PCR aguardam análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen). Pelo menos 150.393 pessoas já receberam alta médica da doença.

Os dados da vacinação contra a covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS) e estão sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Nenhum óbito foi notificado neste domingo, 4, fazendo com que o número oficial de mortes por covid-19 permaneça em 2.032 em todo o estado.

Sobre os casos de covid-19 no estado, acesse:

BOLETIM_AC_COVID_04_12__2022

Sobre a ocupação de leitos no estado, acesse:
http://covid19.ac.gov.br/monitoramento/leitos

Comentários


Continue lendo

Acre

Mãe e filho se formam juntos em Enfermagem no Acre: “Realização de um sonho”

Publicado

em

O recém-enfermeiro explica como foram os 4 anos de faculdade que tornaram a mãe, uma colega de profissão
POR MATHEUS MELLO

Uma das grandes conquistas de uma pessoa na vida é sem sombras de dúvidas o diploma em uma gradução. Mateus Lima e sua mãe, Mauriete Lima realizaram esse sonho juntos e colaram grau na faculdade de Enfermagem, na última quinta-feira (30), em Rio Branco.

Ao ContilNet, o recém-enfermeiro explica como foram os 4 anos de faculdade que tornaram a mãe, uma colega de profissão.

“Fiz medicina durante quatro anos na Bolívia, de 2012 a 2016, mas infelizmente não tive condições de continuar, devido ao dólar que aumentou bastante, e aí voltei para o Brasil. E minha mãe teve a ideia de fazer enfermagem. Entramos na faculdade e passamos por todas as etapas juntos, estágio juntos, TCC e formamos juntos”, disse.

Mauriete é técnica de enfermagem e trabalha na saúde do Acre há 28 anos. O filho explica que sempre viu na mãe uma inspiração na vida pessoal e profissional.

“Por ela ser da área da saúde eu sempre via ela como minha inspiração, eu decidi trabalhar como ela, trabalhar bastante com algo que ama. É a realização de um sonho, poder trabalhar um dia junto com ela no mesmo lugar”, declara.

Os dois fazem parte da primeira turma do curso de Enfermagem, da UNIP, e iniciaram o curso em 2018.

Comentários


Continue lendo

Acre

Indígena é atingido por disparos de arma de fogo e vai a óbito em Sena Madureira

Publicado

em

Um novo confronto entre pessoas ligadas à facções rivais, registrado na manhã deste domingo (4), deixou mais um saldo negativo em Sena Madureira.

Informações preliminares apontam que um indígena identificado pelo nome de Fábio Alfredo Jaminawa, foi atingido por pelo menos três disparos de arma de fogo, sendo que um dos projéteis acertou a perna, e outros dois atingiram o quadril da vítima.

No momento do episódio, Fábio trafegava de bicicleta pela rua Maranhão, quando foi surpreendido por dois criminosos que estavam em uma motocicleta.

Após os disparos, os autores tomaram rumo ignorado, e a vítima, foi levada para o Pronto Socorro do Hospital João Câncio Fernandes, para receber atendimento médico, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos e foi a óbito.

Tão logo tomou conhecimento do ocorrido, a PM foi ao local e constatou que uma pessoa teria ficado gravimente ferida, e em seguida, iniciou os trabalhos com o intuito de prender os responsáveis pelo cometimento do crime.

Por Josué da Silva.

Comentários


Continue lendo

Em alta