fbpx
Conecte-se conosco

Cotidiano

Morre Gal Gosta, aos 77 anos, após mais de cinco décadas de carreira

Publicado

em

Assessoria de imprensa não divulgou causa do falecimento

Show da cantora Gal Costa na abertura da 12ª Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) (Fernando Frazão/Agência Brasil)

Consagrada como uma das maiores vozes do Brasil, a cantora Gal Costa morreu aos 77 anos. A informação foi confirmada na manhã de hoje (9) pela assessoria de imprensa, que não divulgou detalhes sobre a causa do falecimento.

Gal Costa nasceu em Salvador em 1945, batizada de Maria das Graças Penna Burgos, segundo o Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira, que conta de forma detalhada sua trajetória premiada na música nacional.

Fã de bossa nova desde a adolescência, Gal fez seu primeiro show em 1964, na inauguração do Teatro Vila Velha, na capital baiana, já ao lado de nomes que lhe fariam companhia ao longo da carreira, como Caetano Veloso, Maria Bethânia, Gilberto Gil e Tom Zé.

Seu primeiro LP, Domingo, foi gravado em 1967, ao lado de Caetano Veloso e com produção de Dori Caymmi. Quando seu primeiro álbum individual foi lançado, em 1969, Gal já havia gravado sucessos icônicos de sua carreira, como Divino Maravilhoso, apresentado no IV Festival de Música Popular Brasileira, e Baby, que fez parte do LP Tropicália.

Com uma carreira de interpretações inesquecíveis, a cantora também marcou época quando, em 1975, gravou Modinha para Gabriela, para ser o tema da novela Gabriela, da TV Globo. No ano seguinte, Gal se uniu a Maria Bethânia, Gilberto Gil e Caetano Veloso para formar Os Doces Bárbaros, grupo que reuniu multidões em seus shows.

Ao longo dos mais de 50 anos de carreira, Gal Costa marcou com sua voz composições de grandes nomes da música brasileira, como Aquarela do Brasil, de Ary Barroso, Festa do Interior, de Abel Silva e Moraes Moreira, Sonho meu, de Dona Ivone Lara e Délcio Carvalho, Pérola Negra, de Luís Melodia, e Chuva de Prata, de Ed Wilson e Ronaldo Basto.

Edição: Paula Laboissière

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Acidente doméstico: homem cai de altura enquanto realizava reparos no telhado em Rio Branco

Publicado

em

Isnarde Cabral da Silva, de 26 anos, enfrentou um momento de apreensão na tarde deste domingo (21), quando sofreu uma queda em uma residência situada no bairro Jorge Lavocat, na parte alta da capital acreana.

Testemunhas relatam que Isnarde estava realizando reparos no telhado da casa de sua mãe, na tentativa de corrigir problemas de goteiras. No entanto, ao desequilibrar-se enquanto tentava tapar os buracos, acabou quebrando uma telha e caindo para dentro da residência, perdendo os sentidos.

Ao encontrar o filho inconsciente, a mãe de Isnarde acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em busca de auxílio. Uma ambulância de suporte avançado foi despachada para o local, onde a equipe médica prestou os primeiros socorros ao jovem.

De acordo com o médico plantonista da ambulância, Jhonatan Santiago, Isnarde apresentava um Traumatismo Craniano Encefálico (TCE) de natureza leve, além de um corte profundo na cabeça e escoriações pelo corpo. O médico também destacou que a vítima não tem lembranças do que aconteceu no domingo, após as 23h do sábado anterior.

Isnarde foi encaminhado ao setor de Trauma do pronto-socorro de Rio Branco, onde permanece em estado estável. Exames complementares serão realizados para determinar a extensão dos ferimentos sofridos no acidente doméstico.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Humaitá empata com Galvez e luta por vagas nas competições nacionais segue aberta

Publicado

em

Foto Manoel Façanha: Humaitá e Galvez fizeram um jogo bem disputado

Com um gol do volante Magé cobrando penalidade no último lance da partida, Humaitá e Galvez empataram por 2 a 2 neste domingo, 21, no Florestão, em duelo válido pelo segundo turno do Campeonato Estadual. O resultado mantém o Humaitá na vice-liderança do returno com 6 pontos e o Humaitá é o terceiro com 5 pontos.

Tempos distintos

O Humaitá fez 1 a 0 com o lateral Vinícius no início da partida e perdeu, no mínimo, três chances de ampliar o marcador.

Na volta para a segunda etapa, o Galvez mudou a postura e com gols de Tiago Miranda e Cassiano conseguiu a virada. Contudo, o Tourão chegou ao empate em uma penalidade bastante duvidosa marcada pelo árbitro José Costa Lima.

Tivemos chances

Para o volante Magé, o Humaitá poderia ter definido a partida no primeiro tempo.

“Perdemos muitas oportunidades. O empate no fim acabou valorizando o esforço da nossa equipe. Vamos para a última rodada com chances e agora é trabalhar”, disse Magé.

Fala, Saulo!

“Fomos prejudicados mais uma vez. Não foi pênalti e isso destrói o trabalho realizado no Galvez. Temos o melhor futebol do segundo turno e infelizmente os erros de arbitragem, têm prejudicado a nossa equipe”, declarou o goleiro do Galvez, Saulo.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

AABB vence o Teles e vai decidir o título do Campeonato Sub-16

Publicado

em

Foto FEAV: Competição vai servir de base para convocação da seleção acreana

A AABB derrotou o Teles por 3 sets a 0, com parciais de 25×13, 25×14 e 25×21, neste sábado, 20, no ginásio do Meta, e garantiu uma vaga na final do Campeonato Estadual de Vôlei Feminino Sub-16.

Decisão na terça

AABB e Jotas decidem o título do Campeonato na terça, 23, a partir das 19 horas, no ginásio do Meta. As duas equipes devem realizar uma partida equilibrada.

Jotas é campeã 

Sem adversários no masculino, a equipe da Jotas conquistou o título do torneio masculino. A equipe forma a base da seleção acreana para a disputa do Brasileiro na temporada de 2024.

Comentários

Continue lendo