fbpx
Conecte-se conosco

Geral

Moraes anuncia projeto de regulamentação das redes sociais

Publicado

em

Presidente do TSE vai encaminhar o texto ao Congresso Nacional

O presidente do TSE, Alexandre de Moraes, durante cerimônia de posse do diretor-geral da PF, na sede da corporação, em Brasília.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, anunciou nesta sexta-feira, 3, um projeto para regulamentação das redes sociais. “A partir de uma comissão no TSE, adotamos mecanismos de uma regulamentação das redes sociais”, disse, durante uma palestra em Lisboa, organizada pelo Grupo Lide, do ex-governador João Doria. “As redes sociais não podem ser nem mais e nem menos do que qualquer empresa de mídia.”

O ministro disse ainda que as big techs têm de ser responsabilizadas por abusos cometidos nas plataformas. Moraes também defendeu a existência de uma “legislação internacional” para o combate a supostas fake news.

“Da mesma forma que se combate o tráfico internacional de drogas e de pessoas, precisamos combater as ideias contra a democracia”, disse o juiz do TSE. “A partir disso, desenvolver a saúde, a educação e o meio ambiente.”

Interpelado sobre se a regulamentação das redes sociais não poderia acarretar censura, Moraes observou que as pessoas confundem-na com “responsabilidade”. “É o binômio da liberdade com responsabilidade”, disse. “Quem tem coragem de publicar tem de ter coragem de se responsabilizar.”

Além de Moraes, participam do evento os ministros Luís Roberto Barroso, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes.

 

Por: Revista Oeste

Comentários

Continue lendo

Geral

Casal assassinado: criminoso matou ex-mulher friamente a tiros, quando ela segurava a filha no colo

Publicado

em

O acusado chegou a enviar mensagens para a vítima antes do crime acontecer, afirmando que tinha bens e deixaria a filha do casal em boas condições caso alguma coisa acontecesse.

Railson relatou que não sabia que Vinicius iria matar a ex-esposa e que foi chamado pelo assassino apenas para acompanhá-lo para que ele pudesse ver sua filha. 

Durante coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira (30), a Polícia Civil deu detalhes sobre o que já apurou sobre os assassinatos de Jaiane Lemos de Souza Neto, 27 anos e Everaldo Oliveira Santos, 34 anos, mortos friamente pelo ex-esposo dela, Vinícius Wallace. O criminoso e o comparsa dele, Railson F.S, foram presos no dia anterior. Aos policiais, o marginal disse que falaria apenas em juízo. Já Railson alegou que não sabia que o amigo iria cometer os crimes.

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Jaine estava com a filha no colo, quando foi assassinada a tiros.

Segundo a Polícia, Vinicius já havia ameaçado a vítima de morte, caso encontrasse ela com outra pessoa.

O acusado chegou a enviar mensagens para a vítima antes do crime acontecer, afirmando que tinha bens e deixaria a filha do casal em boas condições caso alguma coisa acontecesse.

Antes de invadir a casa da ex-esposa, Vinicius teria passado algumas horas em uma conveniência ingerindo bebida alcoólica com o comparsa Railson, o que foi confinado por câmeras de segurança do estabelecimento.

Railson relatou que não sabia que Vinicius iria matar a ex-esposa e que foi chamado pelo assassino apenas para acompanhá-lo para que ele pudesse ver sua filha.

Segundo a delegada responsável pelo caso, Railson sabia que Vinicius tinha arma e que estava armado no dia que praticou o crime.

Comentários

Continue lendo

Geral

Em liberdade: Cantor sertanejo ganhou a liberdade após ser preso por não pagar pensão alimentícia 

Publicado

em

Hangell Borges de 35 anos, preso por não pagar pensão alimentícia, ganhou a liberdade na tarde de quarta-feira, 29.

O cantor sertanejo, foi preso na madrugada do último sábado, 25, ao chegar em boate para fazer uma apresentação.

Ele teve prisão preventiva decretada por não pagar a pensão alimentícia da filha de 8 anos de idade. O valor R$ 27.789, 84.

Dois dias após a prisão familiares e amigos de Hangell fizeram uma “vaquinha virtual” para arrecadar dinheiro.

De acordo com informações, o advogado do cantor teria pago uma parte da dívida e feito um acordo para quitar o restante.

A partir daí, a Justiça do Acre expediu o alvará de soltura de Hangell.  Detalhes não foram revelados, já que o processo corre em segredo de justiça.

Comentários

Continue lendo

Geral

Produtores enfrentam alta de preços de fertilizantes importados: 56%

Publicado

em

Por

Os agricultores estão enfrentando um cenário de custos elevados devido à alta nos preços dos fertilizantes importados. A dependência do mercado internacional e os fatores econômicos internos contribuem para essa situação desafiadora. Iniciativas para reduzir custos logísticos e investir em produção local de fertilizantes podem ser cruciais para a sustentabilidade do agronegócio no estado e no país.

De acordo com a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), os preços desses insumos estão, em média, 53% acima dos níveis pré-pandemia, representando um desafio significativo para o setor agrícola.

Entre os fertilizantes, o MAP (fosfato monoamônico) teve o maior aumento, com seu preço subindo 91% entre março de 2020 e março de 2024, de R$ 2.023 para R$ 3.855 por tonelada. Outros fertilizantes também registraram aumentos significativos: NPK subiu 61%, SSP (superfosfato simples) aumentou 47%, a ureia teve um incremento de 44% e o KCL (cloreto de potássio) subiu 22%.

A alta contínua nos preços tem levado à redução das importações desses produtos. No primeiro trimestre de 2024, Mato Grosso importou cerca de 1 milhão de toneladas de KCL, 287 mil toneladas de ureia, 337 mil toneladas de SSP e 76 mil toneladas de MAP. A Rússia, Canadá e China são os principais fornecedores de fertilizantes para o estado, com a Rússia respondendo por 23,3%, o Canadá por 23,12% e a China por 13% do total importado.

O Brasil é um dos maiores consumidores de fertilizantes do mundo, importando cerca de 80% desses insumos. A produção interna é responsável por apenas 20% do total utilizado. Essa dependência acentua a vulnerabilidade do país às flutuações de preços no mercado internacional, especialmente com a produção global concentrada em países como China, Rússia, Estados Unidos, Bielorrússia, Canadá e Marrocos.

Fonte: Pensar Agro

Comentários

Continue lendo