O engenheiro Idésio Franke, em direito de resposta, diz que as máquinas do governo encontradas em sua propriedade e recolhidas pela polícia ( veja matéria completa AQUI), estavam sendo guardadas após serviços legalmente contratados. O engenheiro, na nota abaixo, nega ter havido apropriação indevida de patrimônio público, e seus argumentos também serão levados às autoridades policiais que apuram o caso.

DIREITO DE RESPOSTA

Em direito de resposta, eu, Idésio Franke, esclareço que:
1. Houve a realização de serviços de trator, arado, terraceador e grade, num total de duas máquinas e três equipamentos de apoio para recuperação de pastagem degradada, em propriedade da família, conforme contrato com a Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária do Acre – SEAP, pelo Fundo Agropecuário do Acre – FUNAGRO, de acordo com agenda e programação desta secretaria, solicitação feita a quase um ano.
2. O pagamento pelos serviços foi realizado no FUNAGRO, através de recolhimento em boleto pago em estabelecimento bancário.
3. Os serviços foram realizados no final do ano de 2018 e quando do término das operações, foi solicitado pela SEAP para que os equipamentos ficassem no pátio da propriedade, uma vez que o o Pátio e armazéns da secretaria estavam lotados de máquinas e o ramal para retirada dos bens não estava em boas condições nesse breve período de final de ano, devido às fortes chuvas.
4. Quem operou as máquinas e os equipamentos foram exclusivamente profissionais vinculamos e autorizados pela SEAP, e quando se ausentavam levavam as chaves com os mesmos.
5. Causou estranheza a movimentação de policiais na propriedade, sem mandatos de busca ou averiguação, ocasionando medo aos colaboradores, uma vez que não havia o que esconder e as máquinas e equipamentos estavam parados, sob guarda dos proprietários e aguardando para serem transportados para a SEAP, dentro das possibilidades e da logística dessa secretaria.
6. Por fim cabe mencionar que o Programa de Recuperação de áreas degradadas da SEAP tem o objetivo de servir e serviu a vários produtores rurais de pequeno, médio e grande porte, conforme pode ser verificado nos relatórios daquela secretaria.
7. Espero que o governo que se inicia estabeleça um Programa de Apoio aos Produtores Rurais objetivo, claro e com metas, sem distinguir pessoas, com vistas a incentivar o Agronegócio e gerar riqueza e emprego no Acre.

Fonte: acjornal

Comentários