fbpx
Conecte-se conosco

Flash

Governo assina decreto que estabelece estado de alerta para possíveis enchentes no Acre e apresenta plano de contingência

Publicado

em

Antecipando-se à possibilidade de enchente do Rio Acre, em virtude da grande quantidade de chuvas que atingiu o estado nesta semana, o governador Gladson Cameli assinou nesta sexta-feira, 23, o decreto que declara estado de alerta no Acre.

O documento prevê a constituição de equipes multidisciplinares para articulação, coordenação e atendimento de situações emergenciais em razão do período de chuvas. O decreto é válido entre os meses de fevereiro e abril deste ano.

Governador assinou o documento que dá celeridade a processos burocráticos. Foto: Diego Gurgel/Secom

“Vamos tomar providências antes que o rio suba mais e desabrigue as pessoas. Não podemos politizar essa situação, pois estamos falando da vida das pessoas. Já acompanhamos de perto, dando o suporte e realizando ações em Assis Brasil, por exemplo”, afirmou o governador, em entrevista coletiva.

O decreto serve como um balizador das ações que serão executadas pelo Estado, e também diminui a burocracia para uma efetiva tomada de ação, inclusive ao receber apoio do governo federal.

Coordenador da Defesa Civil estadual afirmou que famílias em risco já estão sendo removidas. Foto: Diego Gurgel/Secom

“Foram retiradas 60 famílias em Assis Brasil, e a subida do Rio já está chegando em BrasileiaEpitaciolândia. Já estamos em contato com a Defesa Civil desses municípios para antecipar ações, visando mitigar os prejuízos. Em Rio Branco, algumas famílias já estão sendo retiradas, onde os igarapés encheram muito”, afirmou o coronel Carlos Batista, coordenador da Defesa Civil estadual.

Em Assis Brasil, onde a situação necessita de maior atenção, já existem equipes do Corpo de Bombeiros do Acre trabalhando. Foto: Diego Gurgel/Secom

Durante a solenidade Batista apresentou também o plano de contingência às enchentes, em que todas as secretarias e autarquias estão em colaboração. No documento estão previstos direcionamentos que as entidades do Estado devem tomar a partir de agora, com o objetivo de dar uma resposta efetiva à sociedade.

Nesse sentido, ações já estão sendo feitas nos municípios que já foram atingidos, como Assis Brasil, e nos que correm risco de inundações, como Rio Branco, Brasileia e Epitaciolândia.

Ele afirma, ainda, que a expectativa é de muita chuva nos próximos dias. “A previsão é de chuvas acumuladas em 24 horas de 40mm a 50mm. Em virtude disso, ações preventivas junto às famílias que possam ser atingidas já estão sendo tomadas”, continuou.

A Secretaria de Estado de Governo (Segov) coordena as ações do governo, e orienta as equipes na tomada de ações.

“Motoristas e caminhões já estão disponíveis para remover as famílias. Dialogamos também com as prefeituras para continuar o planejamento. Famílias que já foram removidas em Rio Branco, por causa dos igarapés Batista e São Francisco, estão alojadas em abrigos da prefeitura, e, em parceria com o Estado, o Parque de Exposições vai estar à disposição”, afirmou Alysson Bestene, secretário de Governo.

Previsão para os próximos dias

A Secretaria do Meio Ambiente (Sema), por meio do Centro Integrado de Geoprocessamento e Monitoramento Ambiental (Cigma), alerta para a continuidade das chuvas no estado.

De acordo com o meteorologista e analista em Ciência e Tecnologia do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia – Centro Regional de Porto Velho (Censipam-CR/PV), Luiz Alves dos Santos Neto, há previsão de chuva com volume acumulado entre os dias 22 e 28 de fevereiro de 20 mm até 90 mm, onde as chuvas deverão estar acima do esperado para o período analisado na região do Juruá e Alto Acre. Na região de Tarauacá/Envira, Purus e Baixo Acre deve ocorrer um volume de chuva abaixo do esperado para o período.

Comentários

Continue lendo

Flash

OPERAÇÃO PF PF deflagra operação contra o abuso sexual infantojuvenil no Acre

Publicado

em

A Polícia Federal deflagrou, nesta quarta-feira (24/4), a Operação Videochamada, que visa combater a produção, o compartilhamento e o armazenamento de conteúdo de abuso sexual infantojuvenil.

Participaram da ação seis policiais federais, que deram cumprimento a um mandado de busca e apreensão, expedido pela 2ª Vara da Infância e Juventude da Comarca de Rio Branco/AC.

Os policiais objetivam encontrar elementos probatórios que ratifiquem a participação do investigado nos fatos em apuração, o que poderá resultar em novas diligências e na identificação de outros envolvidos na prática criminosa.

A investigação teve início em dezembro de 2023 a partir de notícia de crime encaminhada à Polícia Federal.

Se confirmada as hipóteses criminais, o investigado poderá responder pelos delitos de produção, compartilhamento e armazenamento de conteúdo pornográfico infantojuvenil, cujas penas, somadas, podem chegar a 18 anos de reclusão.

Comentários

Continue lendo

Flash

Acre avança na imunização infantil e reduz taxa de crianças sem vacina contra a pólio, aponta Unicef

Publicado

em

Imunização tem avançado no estado, e taxa de crianças não vacinadas caiu. Foto: Junior Aguiar/Sesacre

Um levantamento analisado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), com base em dados do Ministério da Saúde, revela que o Acre conseguiu retomar os avanços na imunização infantil. O diagnóstico foi publicado nesta terça-feira, 23, em coletiva de imprensa online.

Os dados foram resultado do cruzamento do número de crianças nascidas vivas e o número de primeiras doses das vacinas contra pólio aplicadas no mesmo ano. Ações de fortalecimento junto aos municípios têm contribuído neste novo momento.

No Acre, em 2022, nasceram 14.483 crianças e foram aplicadas 13.140 primeiras doses da pólio (VIP) – o que significa que 1.343 crianças podem não ter recebido a primeira dose contra a doença naquele ano. Já em 2023, esse dado melhorou. Nasceram 13.659 crianças no Acre e foram aplicadas 12.954 primeiras doses da pólio injetável – o que significa que 705 crianças podem não ter sido vacinadas.

A coordenadora estadual do Programa Nacional de Imunização (PNI), Renata Quiles, revela que houve um estudo para entender o cenário no estado e tentar reverter esses indicadores.

“O primeiro passo foi entender as variáveis que estavam contribuindo para baixas coberturas vacinais, e nós identificamos que é multifatorial. Além da hesitação da população, que tem vacinado seus filhos tardiamente. Elas [as vacinas tardias] não são contabilizadas para cobertura vacinal. Elas são contabilizadas somente até 11 meses e 29 dias. E, como a nossa população tem vacinado cada vez mais em atraso seus filhos, a gente tem um alto número de doses aplicadas, porém não é a melhor proteção que a gente está ofertando para as crianças, uma vez que um esquema vacinal completo atrasado não tem a mesma resposta imunológica”, explica.

PNI tem feito a capacitação em todos os municípios para chegar mais perto da comunidade. Foto: Arquivo/PNI

Parceria com os municípios

Renata ainda explica que a equipe do PNI tem feito revisão de fichas de forma sistemática. “Nossa equipe vai aos municípios e faz a revisão das fichas e ajuda o município na digitação dessas informações.”

Nessas visitas são feitos treinamentos com as equipes, o que facilitou a formação de multiplicadores, sendo descentralizado esse serviço apenas da capital e chegando às cidades do interior do estado.

“A gente investe esse tempo com os profissionais, com o objetivo de homogeneizar as informações e a prática de vacinação entre os profissionais de cada município. Além disso, o estado também tem participado de campanhas de vacinação e mutirões”, ressaltou ao lembrar que a capital conta também com o Centro Estadual de Referência para Imunobiológicos Especiais (Crie), que funciona nos feriados, sábados e domingos, o que acaba sendo um acesso fácil para a população.

“A gente tem trabalhado incansavelmente desde 2019. Tivemos um impacto na pandemia, o que acaba prejudicando a continuidade dos nossos trabalhos, mas retomamos com força total em 2023 e agora em 2024, para dar apoio aos municípios. Acho que esse é o papel do Estado, não é só cobrar que os municípios realizem as atividades, é fazer junto, e tem dado muito certo até aqui”, finaliza a coordenadora.

Comentários

Continue lendo

Flash

Em alusão aos 32 anos de Epitaciolândia, prefeitura pagou antecipado o mês de abril nesta terça feira, 23.

Publicado

em

Fazendo parte dos festejos em comemoração aos 32 anos de emancipação político-administrativa de Epitaciolândia. O prefeito Sérgio Lopes determinou ao setor de finanças que realizasse de forma antecipada o pagamento da folha de todos os servidores e cargos comissionados referentes ao mês de abril de 2024.

Com o deposito na conta dos servidores entrarão em circulação cerca de 2,9 milhões na economia local, devido ao grande esforço da gestão em cortar gastos e manter a austeridade fiscal tem sido possível pagar antecipado à folha e manter em dia os compromissos financeiros com fornecedores.

Sérgio Lopes salientou que o pagamento de forma antecipada tem sido constante devido ao zelo com dinheiro público e o compromisso na valorização dos servidores.

“Temos tido esse olhar diferenciado com nossos servidores, ao longo de nossa gestão já concedemos cerca de 37,5% de reajuste e sempre buscamos garantir todos os direitos de cada um, pagamos hoje o mês de abril, são mais de 2,9 milhões de reais na economia local, esse é o nosso maior investimento, cuidar bem de nossa gente em todos os aspectos. ” Destacou o prefeito. ” Disse o prefeito

 

Comentários

Continue lendo