fbpx
Conecte-se conosco

Flash

Policiais civis do Acre participam de curso de navegação promovido pela Marinha Brasileira

Publicado

em

Cinco policiais civis do estado do Acre participaram ativamente do Curso Especial para Tripulação de Embarcações de Estado no Serviço Público, promovido pela Marinha Brasileira, por meio da Agência Fluvial de Boca do Acre, e realizado em Rio Branco. O evento, que ocorre entre os dias 19 e 23 de fevereiro, reuniu também representantes de diversos outros órgãos, incluindo Polícia Militar, Penal, Federal, Exército, Corpo de Bombeiros, além do Tribunal de Justiça e da Funai.

Policiais civis certificados em Curso Especial de Navegação promovido pela Marinha Brasileira e preparados para enfrentar os desafios das águas fluviais em prol da segurança da população. Foto: cedida

As aulas práticas do curso ocorreram nesta sexta-feira, 23, proporcionando aos participantes uma experiência direta na condução de embarcações oficiais. O objetivo principal do curso é capacitar e habilitar os servidores públicos para operarem embarcações de até oito metros de comprimento a serviço de suas instituições. Esta capacitação é de extrema importância para que os agentes possam desempenhar suas funções em missões e diligências em locais de difícil acesso, principalmente aqueles acessíveis apenas pelo meio fluvial.

O delegado-geral de Polícia Civil do Acre, Henrique Maciel, destacou a relevância dessa capacitação para os policiais do estado, considerando a vasta presença de rios e igarapés na região, especialmente nas áreas de fronteira e interior. “Os policiais muitas vezes precisam realizar diligências em comunidades ribeirinhas, e estar habilitados para conduzir embarcações é fundamental tanto para a eficácia das operações quanto para a segurança dos próprios agentes”, destacou.

Essa iniciativa da Marinha Brasileira, em parceria com os diversos órgãos públicos, demonstra o compromisso em capacitar e preparar os servidores para atuarem em diferentes cenários, garantindo assim um serviço público mais eficiente e seguro para toda a população.

Comentários

Continue lendo

Flash

OPERAÇÃO PF PF deflagra operação contra o abuso sexual infantojuvenil no Acre

Publicado

em

A Polícia Federal deflagrou, nesta quarta-feira (24/4), a Operação Videochamada, que visa combater a produção, o compartilhamento e o armazenamento de conteúdo de abuso sexual infantojuvenil.

Participaram da ação seis policiais federais, que deram cumprimento a um mandado de busca e apreensão, expedido pela 2ª Vara da Infância e Juventude da Comarca de Rio Branco/AC.

Os policiais objetivam encontrar elementos probatórios que ratifiquem a participação do investigado nos fatos em apuração, o que poderá resultar em novas diligências e na identificação de outros envolvidos na prática criminosa.

A investigação teve início em dezembro de 2023 a partir de notícia de crime encaminhada à Polícia Federal.

Se confirmada as hipóteses criminais, o investigado poderá responder pelos delitos de produção, compartilhamento e armazenamento de conteúdo pornográfico infantojuvenil, cujas penas, somadas, podem chegar a 18 anos de reclusão.

Comentários

Continue lendo

Flash

Acre avança na imunização infantil e reduz taxa de crianças sem vacina contra a pólio, aponta Unicef

Publicado

em

Imunização tem avançado no estado, e taxa de crianças não vacinadas caiu. Foto: Junior Aguiar/Sesacre

Um levantamento analisado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), com base em dados do Ministério da Saúde, revela que o Acre conseguiu retomar os avanços na imunização infantil. O diagnóstico foi publicado nesta terça-feira, 23, em coletiva de imprensa online.

Os dados foram resultado do cruzamento do número de crianças nascidas vivas e o número de primeiras doses das vacinas contra pólio aplicadas no mesmo ano. Ações de fortalecimento junto aos municípios têm contribuído neste novo momento.

No Acre, em 2022, nasceram 14.483 crianças e foram aplicadas 13.140 primeiras doses da pólio (VIP) – o que significa que 1.343 crianças podem não ter recebido a primeira dose contra a doença naquele ano. Já em 2023, esse dado melhorou. Nasceram 13.659 crianças no Acre e foram aplicadas 12.954 primeiras doses da pólio injetável – o que significa que 705 crianças podem não ter sido vacinadas.

A coordenadora estadual do Programa Nacional de Imunização (PNI), Renata Quiles, revela que houve um estudo para entender o cenário no estado e tentar reverter esses indicadores.

“O primeiro passo foi entender as variáveis que estavam contribuindo para baixas coberturas vacinais, e nós identificamos que é multifatorial. Além da hesitação da população, que tem vacinado seus filhos tardiamente. Elas [as vacinas tardias] não são contabilizadas para cobertura vacinal. Elas são contabilizadas somente até 11 meses e 29 dias. E, como a nossa população tem vacinado cada vez mais em atraso seus filhos, a gente tem um alto número de doses aplicadas, porém não é a melhor proteção que a gente está ofertando para as crianças, uma vez que um esquema vacinal completo atrasado não tem a mesma resposta imunológica”, explica.

PNI tem feito a capacitação em todos os municípios para chegar mais perto da comunidade. Foto: Arquivo/PNI

Parceria com os municípios

Renata ainda explica que a equipe do PNI tem feito revisão de fichas de forma sistemática. “Nossa equipe vai aos municípios e faz a revisão das fichas e ajuda o município na digitação dessas informações.”

Nessas visitas são feitos treinamentos com as equipes, o que facilitou a formação de multiplicadores, sendo descentralizado esse serviço apenas da capital e chegando às cidades do interior do estado.

“A gente investe esse tempo com os profissionais, com o objetivo de homogeneizar as informações e a prática de vacinação entre os profissionais de cada município. Além disso, o estado também tem participado de campanhas de vacinação e mutirões”, ressaltou ao lembrar que a capital conta também com o Centro Estadual de Referência para Imunobiológicos Especiais (Crie), que funciona nos feriados, sábados e domingos, o que acaba sendo um acesso fácil para a população.

“A gente tem trabalhado incansavelmente desde 2019. Tivemos um impacto na pandemia, o que acaba prejudicando a continuidade dos nossos trabalhos, mas retomamos com força total em 2023 e agora em 2024, para dar apoio aos municípios. Acho que esse é o papel do Estado, não é só cobrar que os municípios realizem as atividades, é fazer junto, e tem dado muito certo até aqui”, finaliza a coordenadora.

Comentários

Continue lendo

Flash

Em alusão aos 32 anos de Epitaciolândia, prefeitura pagou antecipado o mês de abril nesta terça feira, 23.

Publicado

em

Fazendo parte dos festejos em comemoração aos 32 anos de emancipação político-administrativa de Epitaciolândia. O prefeito Sérgio Lopes determinou ao setor de finanças que realizasse de forma antecipada o pagamento da folha de todos os servidores e cargos comissionados referentes ao mês de abril de 2024.

Com o deposito na conta dos servidores entrarão em circulação cerca de 2,9 milhões na economia local, devido ao grande esforço da gestão em cortar gastos e manter a austeridade fiscal tem sido possível pagar antecipado à folha e manter em dia os compromissos financeiros com fornecedores.

Sérgio Lopes salientou que o pagamento de forma antecipada tem sido constante devido ao zelo com dinheiro público e o compromisso na valorização dos servidores.

“Temos tido esse olhar diferenciado com nossos servidores, ao longo de nossa gestão já concedemos cerca de 37,5% de reajuste e sempre buscamos garantir todos os direitos de cada um, pagamos hoje o mês de abril, são mais de 2,9 milhões de reais na economia local, esse é o nosso maior investimento, cuidar bem de nossa gente em todos os aspectos. ” Destacou o prefeito. ” Disse o prefeito

 

Comentários

Continue lendo