fbpx
Conecte-se conosco

Acre

Fronteira do Acre fica mais de cinco horas sem comunicação via celular e internet

Publicado

em

sem comunicacao

Alexandre Lima

Novamente, a fronteira do Acre ficou sem comunicação por internet e celular. Somente era possível ligar para por telefone fixo para fixo, caso quisesse falar com alguém dentro, ou fora da regional.

Devido esse problema que é uma constante, advogados ficaram sem poder enviar documentos para o Tribunal de Justiça, serviços nas Comarcas também pararam, Ministério Publico e vários outros serviços que necessitavam de comunicação, não puderam ser concluídos.

Até mesmo os bolivianos reclamaram, uma vez que compras vias cartão de crédito não puderam ser feitas e meios de comunicação também não foram atualizados. A internet começou a ficar ruim a dias e parou de vez desde a noite desta quarta-feira, dia 13.

Em tempo, os serviços de comunicação na regional do Alto Acre, vem demonstrando a falta de fiscalização por parte dos órgãos competentes existentes no Acre. Mesmo com pedidos de explicação por parte do Ministério Público, a empresa Oi que detém a monopolização no Norte do Brasil, se faz de cega, surda e muda, pouco liga fazendo descaso.

Enquanto isso, os políticos do Acre pouco ligam para esse tipo de problema, uma vez que não lhes rendem votos, ou, poderão perdem impostos deixando a população a mercê de um mal serviço que, caso não seja pago na dada estipulada na fatura, será suspenso sem o devido desconto dos dias e horas que foram suspensos.

ÚLTIMA HORA

O sinal retornou por volta das 19 horas. Aos poucos os celulares eram possível fazer ligações, as agências bancarias era possível sacar algum dinheiro. Uma informação não confirmada, dava conta de um caminhão caçamba o principal culpado pelo transtorno.

Foi dito que o motorista (não identificado), teria saído de um ramal localizado próximo ao km 7 da BR 317, com a caçamba levantada e atingiu o cabo de fibra ótica. O impacto causou o rompimento e deixou a fronteira totalmente sem comunicação.

 

Comentários

Continue lendo

Acre

TJAC e Acisa planejam programa para reeducandas do Sistema Prisional

Publicado

em

Por

O evento acontece em junho deste ano, na cidade de Rio Branco, com a parceria do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), Secretaria de Estado da Mulher (Semulher), Conselho Empresarial de Mulheres Empreendedoras (CMEC)

O Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), por meio da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Comsiv), reuniu-se nesta semana, com a vice-presidente da Associação Comercial, Industrial, de Serviço e Agrícola do Acre (Acisa) e presidente do Conselho Empresarial de Mulheres Empreendedoras (CMEC), Patrícia Dossa, para alinhar e ajustar as atividades da 1ª Exposição de Artesanatos, do projeto “Produzindo a Liberdade”.

“O projeto busca profissionalizar e incentivar a produção de produtos elaborados pelas reeducandas, além de proporcionar a participação das egressas nas feiras de mulheres empreendedoras,” afirmou a servidora e integrante da Comsiv, Isnailda Silva.

O evento acontece em junho deste ano, na cidade de Rio Branco, com a parceria do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), Secretaria de Estado da Mulher (Semulher), Conselho Empresarial de Mulheres Empreendedoras (CMEC).

Fonte: Tribunal de Justiça – AC

Comentários

Continue lendo

Acre

Nota pública sobre morte de um detento no Presídio Antônio Amaro Alves

Publicado

em

Por

O governo do Estado do Acre, por meio do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), informa a morte do detento Oceu Rocha Martins, de 41 anos, nesta quarta-feira, 29, no Presídio Antônio Amaro Alves, em Rio Branco.

O detento que dividia a cela com Oceu relatou que, quando acordou, deparou-se com  o colega caído no chão, desacordado, e chamou um policial.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para prestar socorro ao detento, mas só pôde atestar o óbito. Não foram encontrados sinais de violência nos presos. O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado e o Iapen aguarda o laudo pericial.

Que, neste momento de profunda dor, Deus conforte o coração dos familiares.

Alexandre Nascimento
Presidente do Iapen/AC

Fonte: Governo AC

Comentários

Continue lendo

Acre

Nota Pública sobre o uso do porto fluvial de Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Por

O governo do Acre, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura Hidroviária e Aeroportuária (Deracre), informa que, em consequência de um acidente ocorrido em 2019, foi cedida provisoriamente uma área no porto fluvial de Cruzeiro do Sul, para que empresas pudessem realizar o transbordo de combustíveis destinados aos municípios isolados do estado, como Porto Walter, Marechal Thaumaturgo, Jordão e Santa Rosa do Purus.

À época ficou acordado que o Deracre iria solicitar uma licença provisória de 60 dias ao Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac), prazo necessário para que as empresas se regularizassem, o que foi cumprido apenas pelo departamento.

Ainda, após o vencimento da licença, o órgão notificou várias vezes as empresas, para que regularizassem sua situação, sem sucesso.

Devido à ausência de respostas e ações adequadas para atender as regras vigentes ao funcionamento do posto, foi encaminhado o pedido de suspensão das atividades das empresas, já que se trata de produtos inflamáveis e explosivos e há que se considerar o risco de novos acidentes.

O Deracre não pode se responsabilizar por atividades comerciais com fins lucrativos que não cumprem as exigências de segurança do Imac, implicando altos custos. Ademais, cabe ao órgão, no exercício de suas atribuições, zelar pela segurança coletiva de trabalhadores e usuários do porto.

Sula Ximenes
Presidente do Deracre

Fonte: Governo AC

Comentários

Continue lendo