fbpx
Conecte-se conosco

Cotidiano

Fiocruz: aumento de casos de covid em menores de 59 anos supera 1.000%

Publicado

em

Faixa etária de 20 a 29 anos também apresentou grande crescimento

Testes para detecção do Covid-19

Por Douglas Corrêa

Os casos de covid-19 nas faixas etárias de 30 a 39 anos de idade, de 40 a 49 anos, e de 50 a 59 anos aumentaram 1.218,33%, 1.217,95% e 1.144,94%, respectivamente, entre as semanas epidemiológicas 1 (3 a 9 de janeiro de 2021) e a 12 (21 a 27 de março), segundo o novo boletim covid-19 elaborado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

De acordo com o boletim, além da manutenção do rejuvenescimento da pandemia no Brasil, a comparação entre as semanas epidemiológicas 1 e 12 sinalizou um aumento global da doença de 701,58%.

Os pesquisadores do Observatório Covid-19 Fiocruz verificaram que a faixa etária de 20 a 29 anos, que durante a Semana Epidemiológica (SE) 10, teve aumento inferior ao aumento global (256%), após uma atualização dos dados, passou a apresentar crescimento de 876% naquela semana (7 a 13 de março). Agora, na análise mais recente (SE 12), o crescimento foi de 740,80%, também maior do que a média global (701,58%).

Para os óbitos, a comparação entre as semanas epidemiológicas 1 e 12 mostrou um crescimento global de 468,57%. As faixas etárias que mantiveram crescimento superior ao global foram de 20 a 29 anos  (872,73%); de 30 a 39 (813,95%); de 40 a 49 (880,72%); de 50 a 59 (877,46%); e de 60 a 69 anos (566,46%).

Regiões críticas

O boletim mostra que as maiores taxas de incidência de covid-19 ocorreram em Rondônia, no Amapá, no Tocantins, no Espírito Santo, em Santa Catarina, no Rio Grande do Sul, no Mato Grosso e no Distrito Federal. As taxas de mortalidade mais elevadas foram verificadas em Rondônia, no Tocantins, em São Paulo, no Paraná, em Santa Catarina, no Rio Grande do Sul, no Mato Grosso do Sul, no Mato Grosso, em Goiás e no Distrito Federal.

Segundo os pesquisadores, esse padrão coloca as regiões Sul e Centro-Oeste como críticas para as próximas semanas, o que pode ser agravado pela saturação do sistema de saúde nesses estados e no Distrito Federal.

Imunização

Quanto à imunização, os pesquisadores observam que o Brasil ainda está distante dos índices necessários para que o país tenha “uma situação de maior controle” da doença. As primeiras doses das vacinas foram disponibilizadas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), até o período em análise, para 13% da população acima de 18 anos e a segunda dose para  3,68%.

Como exemplo de controle contra o avanço da pandemia no Brasil, a análise traz como exemplo as medidas de bloqueio adotadas em Fortaleza, na região metropolitana de Salvador e no município de Araraquara (SP). Os impactos positivos desse tipo de medidas quando foram adotadas em países como Itália e Espanha também são citados no documento.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Assessoria do Governo joga pela recuperação no Campeonato da Imprensa

Publicado

em

Foto Dell Pinheiro: Confrontos na AABB prometem ser bem disputados

A fase de classificação do Campeonato da Imprensa de Futebol soçaite terá mais três partidas neste domingo, 14, a partir das 8 horas, na AABB.

Assessoria da Prefeitura e Acre News abrem a rodada e quem vencer dará um passo importante em busca da classificação.

No segundo jogo da rodada, a TV Gazeta, atual campeã do torneio, enfrenta o AC 24Horas.

Na última partida da programação, a equipe da Assessoria do Governo, derrotado na última partida, joga contra o time da Rede Amazônica, invicto na competição.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Rio Branco sofre mais uma derrota fora de casa na Série D

Publicado

em

Foto Milly Barreto: Jonas (11) marcou um dos gols do Tubarão na vitória em casa

O Rio Branco perdeu para o Princesa do Solimões por 2 a 0 neste sábado, 13, no estádio Gilberto Mestrinho (Gilbertão), em Manacapuru, no Amazonas, em mais uma derrota fora de casa no Campeonato Brasileiro da Série D. Jonas e Wesley marcaram os gols do Tubarão.

Campanha ridícula 

O Rio Branco faz uma “campanha ridícula” na Série D, muito abaixo da sua tradição. O Estrelão venceu 3 partidas, empatou 3 e sofreu 7 derrotas. Marcou 13 gols e tomou 23 com uma das piores defesas do torneio nacional.

Jogadores perdedores

A diretoria do Rio Branco apostou em alguns atletas conhecidos na torcida para a temporada, mas os resultados demonstraram jogadores perdedores. Além das eliminações nas Copas do Brasil e Verde, o Rio Branco foi 4º no Estadual, ficando sem calendário para 2025, e ocupa a 7ª colocação no grupo A1 do Brasileiro.

Despedida de 2024

O Rio Branco enfrenta o Manauara, do Amazonas, no sábado, 20, às 15 horas, no Florestão, e faz a sua despedida precoce de 2024. Que a temporada de 2025 chegue com um grupo de atletas diferente e comprometidos.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Humaitá perde para o Manaus e “completa” 12ª derrota no Brasileiro

Publicado

em

Foto Manoel Façanha: O atacante Vitinho (bola) com assistências foi o “dono do jogo” no Florestão

O Humaitá foi derrotado pelo Manaus por 5 a 2 neste sábado, 13, no Florestão, em confronto válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série D. Ibiapino (2), Adenilson, Alvinho e Renan marcaram os gols do Manaus enquanto Anderson anotou para o Tourão.

12ª derrota

O Humaitá “completou” a 12ª derrota na Série D. A equipe acreana marcou somente um ponto e anotou 7 gols e levou 33 em uma campanha muito abaixo do esperado.

Belos gols

Mesmo com a derrota, o meia/atacante Anderson marcou dois belos gols para o Humaitá.

“A fase é muito difícil. Não fizemos um bom Brasileiro e agora é tentar fechar com empenho”, comentou Anderson.

Vitória importante

Com a vitória diante do Humaitá, o Manaus chegou aos 21 pontos e manteve as chances de classificação. A equipe amazonense vai decidir contra o Trem, do Amapá, em casa, uma vaga para a próxima fase.

Comentários

Continue lendo