Dados do Painel Coronavírus foram apagados – Foto: Claudio Reis/Framephoto/Estadão Conteúdo

A DPU (Defensoria Pública da União) ingressou neste sábado (6) com um pedido de liminar no plantão da Justiça Federal de São Paulo para obrigar o Ministério da Saúde a divulgar atualizações integrais do avanço dos casos e mortes da covid-19 até as 19h.

A DPU pede ainda que a pasta adicione novamente ao Painel Coronavírus os dados apagados na sexta-feira (5), referentes ao histórico do avanço da doença no País.

Após a atualização do sistema, a Universidade Johns Hopkins chegou a retirar o Brasil do painel que contabiliza a evolução da doença respiratória causada pelo novo coronavírus. Os dados voltaram a aparecer no portal horas após a exclusão.

Leia mais: TCU deve fazer balanço próprio de mortes da covid-19

O defensor João Paulo Dorini afirma que é dever do poder público ‘informar correta e adequadamente à população todos os atos adotados no combate à disseminação da doença’ no Brasil.

“Não pode qualquer chefe do poder executivo, federal, estadual ou municipal, escolher ou não tomar providências de enfrentamento ao coronavírus. Isto é um dever do administrador público. Do mesmo modo que é um dever informar correta e adequadamente à população não só sobre as medidas que as pessoas devem adotar para evitar sua contaminação e a dos demais, mas também todos os atos adotados pelo poder público no combate à disseminação da doença”, diz o pedido.

Por três vezes nessa semana o Ministério da Saúde retardou a divulgação de dados sobre a pandemia. Na manhã deste sábado, Bolsonaro afirmou que a ausência dos números ocorre porque eles ‘não retratam o momento do País’.

“A divulgação dos dados de 24 horas permite acompanhar a realidade do País neste momento e definir estratégias adequadas para o atendimento a população. A curva de casos mostram as situações como as cenários mais críticos, as reversões de quadros e a necessidade para preparação”, disse.

Fonte: R7

Comentários