Com mais de 7 mil alunos matriculados, Ufac inicia ensino remoto emergencial — Foto: Arquivo/Ufac

Por Aline Nascimento

Após a aprovação do ensino remoto durante a pandemia, as aulas do período letivo especial da Universidade Federal do Acre (Ufac) começaram na segunda-feira (26) com 7.126 alunos matriculados nos cursos de graduação.

____________________

As aulas presenciais na Ufac estão suspensas desde o dia 17 de março, quando o governo anunciou os primeiros três casos de Covid-19 no estado e suspendeu as aulas nas redes pública e privada.

____________________

A adesão ao ensino remoto emergencial é facultativa tanto para professores quanto para acadêmicos. Segundo a Ufac, o número de alunos matriculados para o período letivo especial representa quase 80% das matrículas do período regular.

Para ajudar os alunos que decidiram voltar a estudar em casa, a universidade lançou um edital para garantir internet e um equipamento para os estudos. Os estudantes selecionados vão ter direito a R$ 100 para o pagamento de internet e R$ 1,3 mil que podem ser usados para comprar notebook, computador ou outro equipamento para estudo.

Ao todo, 477 professores aderiram ao ensino remoto de 815 disciplinas que devem ser ministradas neste período para 229 turmas. Ainda de acordo com a Ufac, 1.458 alunos foram beneficiados com o valor de R$ 1,3 mil e 1.039 com o recurso para o pagamento de internet.

“Considerando que a adesão ao ensino remoto emergencial é facultativa, esses números refletem o desejo da maioria da comunidade acadêmica pelo retorno das atividades de ensino, após sete meses de suspensão. O desafio da inclusão digital dos nossos alunos no processo de construção do ao ensino remoto emergencial na Ufac foi tratado como uma política prioritária”, afirmou a reitora, Guida Aquino.

Ela afirmou que ainda estão com editais abertos para o caso de mais alunos decidirem aderir ao ensino remoto e necessitarem de ajuda para compra de equipamentos e conectividade. Somados, os editais somam mais de R$ 1 milhão em recursos para garantir inclusão digital aos alunos em vulnerabilidade socioeconômica.

“É um momento inédito e histórico para a Ufac. Sabemos os obstáculos e dificuldades que poderão surgir, mas com competência, dedicação, esforço e compromisso que toda comunidade universitária demonstrou tenho a segurança de que a universidade vai continuar caminhando no desenvolvimento de suas atividades com diálogo, acolhimento e qualidade que sempre marcou nossas ações”, disse Guida.

Comentários