Rua central de Assis Brasil – Foto: Alexandre Lima/arquivo

Os moradores de Assis Brasil estão apreensivos com o aumento de casos suspeitos de dengue na cidade. Dezenas de pessoas já procuraram os postos de saúde e hospital com febre, dor de cabeça, manchas na pele, moleza e dor pelo corpo, sintomas típicos de quem foi acometido pela doença.

Apesar dos casos suspeitos, a Secretaria Municipal de Saúde informou que até o momento nenhum caso de dengue foi confirmado oficialmente. Isso porque, segundo a gerente de vigilância em saúde, Selma Gomes, a maioria das pessoas não procura os órgãos responsáveis para notificar a suspeita.

No entanto, a gerente da vigilância em saúde do município admitiu que as coletas para exames dos casos suspeitos de dengue não estavam sendo realizadas no município. segundo ela, o motivo era por falta de materiais que são fornecidos pela Secretaria de Estado de Saúde.

“Iniciamos agora as coletas de material para exames laboratoriais dos casos suspeitos de dengue. Mas os resultados não são imediatos, pois enviamos o material coletado para Brasiléia que posteriormente encaminha para a capital Rio Branco. Somente depois de todo esse processo é que recebemos as notificações dos casos confirmados”, disse.

Questionada sobre as ações preventivas para evitar a proliferação da doença, a gerente da vigilância em saúde informou que alguns procedimentos dependem de autorização da Secretaria de Estado de Saúde. É o caso da borrifação, conhecido como fumacê, que é feita para combater o mosquito transmissor da dengue.

“Não podemos autorizar a borrifação com produtos químicos até que sejam confirmados casos de dengue no percentual estabelecido pelas autoridades. Contudo, nossos agentes de endemias estão realizando as visitas domiciliares e eliminando os locais onde o mosquito possa se reproduzir. Além disso, nossos agentes de saúde passaram por capacitação recente para realizar um trabalho de conscientização junto aos moradores”, assegurou a gerente.

(Jerry Correia)

Comentários