Conecte-se conosco

Extra

Brasil goleia a Coreia e está pronto para a Croácia nesta sexta pelas quartas

Publicado

em

OGol

Se a falta de gols foi preocupação na fase de grupos, o Brasil decidiu rapidamente o jogo das oitavas de final da Copa do Mundo e goleou por 4 a 1, com quatro gols marcados somente no primeiro tempo. Os gols brasileiros foram marcados por Vini Jr, Neymar, Richarlison e Lucas Paquetá.

Com a vitória, o Brasil avançou para a fase quartas de final, quando enfrentará a Croácia, na próxima sexta-feira, 9, às 12h (horário de Brasília). Se vencer, enfrentará na semifinal o vencedor do duelo entre Argentina e Holanda.

Um atropelo brasileiro

Como esperado, o Brasil foi o dono da bola nos primeiros minutos, trocando passes em busca dos espaços. Aos 7, Raphinha começou a jogada pela direita, tabelou, invadiu a área e rolou para trás, onde Vini Jr esteve livre na área para ter calma e marcar um belo gol. Placar aberto.

O Brasil seguiu no ataque e com muito oportunismo, Richarlison conseguiu cavar um pênalti. Aos 13, Neymar cobrou com a sua característica frieza, deslocou o goleiro e já ampliou. A Coreia do Sul conseguiu assustar pela primeira vez aos 17, quando Hwang Hee-chan bateu muito bem de fora da área e Alisson espalmou em grande defesa.

Com a boa vantagem, o Brasil diminuiu seu ritmo em campo e já não fez tanta questão de ter a bola, já que a Coreia do Sul tentou uma reação e foi ao ataque, principalmente pelo lado esquerdo. Mesmo assim, aos 29, em linda troca de passes, Thiago Silva deixou Richarlison na cara do gol e o centroavante só tirou o goleiro. Que início.

Alisson voltou a trabalhar aos 32, e com a barriga impediu a finalização de Hee-chan, que passou por Militão dentro da área. Mas com espaço, o baile brasileiro seguiu. Aos 37, em contra-ataque, Vinicius Jr foi acionado pela esquerda, arrancou, levantou na área e Lucas Paquetá chegou batendo de primeira, no canto, para aumentar a agonia coreana. Nos acréscimos, Richarlison e Paquetá ainda perderam grandes chances. Um baile brasileiro.

Ritmo menor e golaço da Coreia

A Coreia do Sul poderia ter dimnuído o placar logo no reinício do jogo, quando Marquinhos falhou, Son ficou na cara do gol, mas parou em defesa espetacular de Alisson, com o ombro. O Brasil também ficou no quase aos 9, com Raphinha, que abriu espaço dentro da área, bateu rasteiro e Kim Seung-Gyu defendeu com a ponta dos dedos.

Os coreanos seguiram mostrando que ofensivamente seriam perigosos, mas o Brasil seguiu com o controle do jogo e com as melhores chances. Raphinha, único atacante que ainda não tinha marcado, era procurado. Aos 18, Neymar o deixou em ótima posição, mas o chute forte de direita parou em Kim Seung-Gyu.

Apesar da goleada, Alisson seguiu com uma atuação espetacular. Aos 23. Lee Jae-sung pegou uma sobra na área, soltou uma pancada e o goleiro brasileiro defendeu com uma mão. Com a queda do ritmo da seleção, Tite promoveu mudanças para oxigenar a equipe. Apesar disso, Neymar, que retornou de lesão, seguiu em campo.

Presente no ataque, a Coreia do Sul conseguiu diminuir aos 36, quando Paik Seung-ho pegou uma sobra após falta, bateu de muito longe a acertou um chute lindo. Golaço. De volta com a marcação alta, o Brasil teve chances de ampliar na reta final, em um jogo aberto. Seleção Brasileira rumo às quartas.

 

Comentários

Extra

Prefeitura de Rio Branco e Governo do Acre anunciam Carnaval da Família 2023

Publicado

em

Aconteceu na manhã desta segunda-feira, dia 30, no estacionamento do complexo Arena da Floresta, Segundo Distrito da Capital, o lançamento oficial do Carnaval da Família 2023, onde se espera um público de até 45 mil foliões durante cinco noites, após dois anos sem os festejos devido à pandemia da covid-19.

Durante encontro com a imprensa, foi apresentada a programação oficial do evento, que contou com a participação de autoridade, gestores públicos, ativistas culturais e da comunidade em geral.

Estiveram presentes no lançamento da programação, o presidente da Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM), Minoru Kinpara, e do diretor-presidente da Fundação Garibaldi Brasil (FGB), Pedro Henrique Aragão, dos comandantes da Polícia Militar do Acre, Bombeiros e Polícia Civil, Secretários de Estado e do Município, além de representantes da Assembleia Estadual e da Câmara Municipal e convidados.

O tema: “Carnaval da Família” chama a atenção para a parceria do poder público estadual e municipal.

“União é a palavra de ordem para a realização dessa grande festa popular. Temos que destacar a relevância deste momento. Fico muito feliz que tudo está sendo realizado da melhor maneira possível. São dois anos se carnaval, por essa razão, os foliões podem ter certeza: esse será um dos melhores carnavais de todos os tempos, com público estimado de mais de 40 mil pessoas por noite. É um momento de harmonia de confraternização. O carnaval em parceria com o governo veio para coroa esse ano”, disse o prefeito Tião Bocalom.

O secretário de Indústria, da Ciência, do Comércio, do Empreendedorismo e do Turismo (Seicetur), Assurbanipal Mesquita, representou o governo do Estado no evento. O gestor falou da emoção em realizar a abertura do Carnaval 2023. “Serão noites de muita folia e diversão para a população de Rio Branco e também para visitantes de outros locais. O governador Gladson está muito satisfeito com a parceria feita com o Executivo municipal”, destacou o gestor.

Programação

Atividades artísticas diversificadas já terão início no próximo domingo, 5, com a seletiva da realeza do Carnaval. Na lista de atividades está inclusa a Banda do Senadinho, onde o baile da Melhor Idade estará no Casarão e deve agitar muitos foliões. Na Concha Acústica e na Av. Getúlio Vargas também terá atrações e atividades culturais na noite dos desfiles dos bailes carnavalescos.

Nas noites de carnaval, as crianças também poderão se divertir já que os organizadores pensaram num dia para um baile infantil.

Comentários

Continue lendo

Extra

Peruanos de vários vilarejos próximo à fronteira ainda buscam único posto de gasolina em Assis Brasil

Publicado

em

 A crise política que só cresce no país vizinho do Acre, o Peru, parece que está longe de acabar. Como consequência, vem afetando cidades e vilarejos que necessitam de combustível para seus veículos.

Como foi noticiado dias atrás, as manifestações tem registrados casos de violência extrema, resultando até em mortes por parte de civis e militares, passando de 50 pessoas brutalmente em confrontos nas regiões mais violentas.

A pequena cidade de Assis Brasil, distante 330km da capital do Acre e 230km da cidade de Puerto Maldonado, está recebendo centenas de peruanos de ao menos 6 vilarejos localizados na transoceânica, que se encontra bloqueada em vários pontos.

Com isso, essas pequenas cidades vêm sendo desabastecida e sem previsão da chegada de caminhões. Segundo foi apurado, com a escassez de combustível, o litro de gasolina estaria chegando a $16 novo sol peruano (soles), equivalente a R$ 21,32 no câmbio deste domingo, dia 29.

Com a média de R$ 5,50 no lado brasileiro, a busca tem aumentado fazendo com que grandes filas se formassem no único posto da cidade de Assis Brasil. O governo do Acre, através de Nota, disse que ‘tem articulado através da Sejusp, tratativas com a prefeitura de Assis Brasil, Agência Nacional do Petróleo, Polícia Federal, Receita Federal e Polícia Rodoviária Federal, entre outros órgãos, para que estratégias sejam adotadas no sentido de preservar a integridade física do povo peruano e da nossa população de Assis Brasil, sobretudo, quanto ao transporte de combustível para o lado peruano’.

Segundo foi relatado pelo prefeito Jerry Correia, o proprietário do posto garante que não existe possibilidade de desabastecimento de combustível, mas, chegou a demonstrar preocupação, além do desabastecimento, com a segurança no transporte dos combustíveis, já que os viajantes carregam o material em galões e tambores, e o movimento deve se intensificar nos próximos dias.

Matérias relacionadas:

Crise política no Peru leva moradores de Iñapari a procurar gasolina em Assis Brasil

Segurança Pública do Acre monta estratégias afim de garantir integridade de peruanos na fronteira

Comentários

Continue lendo

Extra

Acidente envolvendo carro e moto registra uma vítima fatal em Brasiléia

Publicado

em

Um acidente fatal foi registrado na madrugada deste domingo, dia 29, na principal Avenida comercial da cidade de Brasiléia, registrando uma vítima fatal que conduzia uma moto sentido centro.

Jussiclei dos Santos Amaral, de 28 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local – Foto: arquivo pessoal

Um vídeo mostra que o condutor da moto, identificado como Jussiclei dos Santos Amaral, de 28 anos, trafegava normalmente conduzindo sua moto quando foi surpreendido pelo veiculo modelo Toyota/Corolla, placas NPA1A01, que teria invadido a contramão e se chocou violentamente contra a moto.

Com o impacto, o motociclista foi lançado na Avenida com múltiplas fraturas pelo corpo e não resistiu aos ferimentos, indo à óbito no local. No vídeo de segurança de uma das lojas, registrou o momento mostrando que o carro teria invadido a contramão e para alguns metros à frente.

Equipe de socorristas foram acionados até o local, mas, apenas puderam constatar o óbito do motociclista, liberando a cena para os trabalhos das equipes da Polícia Militar e perícia criminal.

Segundo foi registrado no Boletim de Ocorrência da Polícia Militar, que foi até o local e registrou o fato, motorista que estava de camisa vermelha, saiu do veículo e se evadiu momento depois do incidente.

Em seguida, a equipe da Polícia Técnica e do Instituto Médico Legal – IML, realizou a remoção do corpo do local para o hospital e dos veículos para a delegacia da Brasiléia, onde será realizado os procedimentos em relação ao caso.

Foi informado que o condutor do veículo já foi identificado e poderá ser responsabilizado conforme o Código Penal e de Trânsito, quando há vítimas, o condutor que foge infringe o artigo 304 do CTB, que prevê infração para quem deixa de prestar imediato socorro à vítima ou solicitar auxílio médico. Além disso, o condutor também responde criminalmente por todas as ações que o acidente possa gerar. Uma delas, por exemplo, é o homicídio culposo no caso de óbito da vítima.

Comentários

Continue lendo

Em alta