O fato ocorreu na Rua Boa União, no bairro Bahia Nova, em Rio Branco, foi oferecido o teste do etilômetro (bafômetro) ao envolvido e o cabo se recusou a realizar. .

Policiais militares estiveram no local e ao solicitarem os documentos de Mario constataram que ele estava com a CNH vencida desde o dia 29 de agosto de 2017 (Foto: FdoA)
Com Davi Said

O cabo do Exército Brasileiro, Mario Jorge Nunes Gomes, 23 anos, do 7º BEC (Batalhão de Engenharia de Construção) foi preso na noite de sábado após atropelar um ciclista que carregava uma criança de 1 ano e 7 meses na garupa, lesionar um policial e resistir à prisão. De acordo com o boletim de ocorrência, Mario estava com a habilitação vencida e apresentava sinais de embriaguez. O fato ocorreu na Rua Boa União, no bairro Bahia Nova, em Rio Branco.

___________________

Segundo a polícia, o cabo trafegava em sua motocicleta de placa NAG-8766 na rua quando colidiu contra o ciclista e a criança que trafegavam na lateral da rua. Com o impacto, o homem sofreu uma fratura na clavícula e a criança uma lesão no tornozelo direito.

___________________

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e conduziu as vítimas ao Pronto Socorro de Rio Branco em estado de saúde estável.

Policiais militares estiveram no local e ao solicitarem os documentos de Mario constataram que ele estava com a CNH vencida desde o dia 29 de agosto de 2017, foi oferecido o teste do etilômetro (bafômetro) ao envolvido e o cabo se recusou a realizar. Foi realizado o laudo de constatação dos sinais de embriaguez e constatado que Mario estava com a capacidade psicomotora e verbal alterada, apresentando os seguintes sintomas: “olhos vermelhos, odor de álcool no hálito, agressividade, arrogância, exaltação, dificuldade no equilíbrio, andar cambaleante e falta de coordenação motora” (informações do boletim de ocorrência).

Comentários