Área é a mesma que ficou interditada em março deste ano, em RO.
Região do desbarrancamento fica a 160 quilômetros de Porto Velho.

G1

Trecho da BR-364 desmoronou e tráfego opera apenas em meia pista (Foto: Keyla Xavier/ Tv Rondônia)
Trecho da BR-364 desmoronou e tráfego opera apenas em meia pista (Foto: Keyla Xavier/ Tv Rondônia)

Dois trechos da BR-364 desmoronaram na noite desta quarta-feira (4), a cerca de 160 quilômetros de Porto Velho, sentido Rio Branco (AC), próximo ao distrito de Mutum Paraná. A área é a mesma que ficou interditada no mês de março, por quase 20 dias, devido a cheia histórica do Rio Madeira que formou uma lâmina de água sobre a pista.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), que avaliou a situação na noite da última quarta, o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit) deve iniciar os reparos na próxima semana. A área está sinalizada apenas com cones.Para trafegar pelo local os motoristas precisam ter muita atenção e invadir a contramão, já que a BR-364, neste trecho, está operando somente em meia pista.

Segundo moradores de Mutum-Paraná, os desbarrancamentos começaram há cerca de dois dias e se agravaram na última noite. São dois pontos desbarrancados, sendo que um está a 15 metros da margem do Rio Igarapé,  e outro, apesar de pequeno, pode aumentar dependendo das próximas chuvas.

Em março deste ano o alagamento na via totalizou 800 metros de extensão. O trecho chegou a ter correnteza e cobriu parte da pista, segundo o Núcleo de Comunicação da Polícia Rodoviária Federal de Rondônia (PRF-RO).

De acordo com o inspetor João Bosco Ribeiro, da PRF-RO, a lâmina d’água chegou a 50 centímetros.  A BR-364 é o único acesso terrestre entre o Acre e Rondônia. O Rio Madeira ultrapassou a maior cheia já registrada em 1997, cuja marca atingiu 17,52 metros, em março de 2014.


 

saiba mais

Comentários