fbpx
Conecte-se conosco

Geral

Trio é preso pela Força Tática do 1° Batalhão vendendo drogas em Rio Branco

Publicado

em

Na noite desta terça-feira (10) em Rio Branco, a Força Tática do 1° Batalhão da Polícia Militar prendeu três indivíduos acusados de tráfico de drogas. Leandro Leonardo Lopes de Souza, de 23 anos, Wenderson Dantas Magalhães, de 25 anos, e Douglas Cavalcante, de 19 anos, foram detidos em uma residência localizada na rua Vitória, no bairro Novo Esperança.

Os policiais estavam realizando patrulhamento de rotina na região, que é conhecida pelo intenso tráfico de drogas. Durante a operação, a equipe observou usuários de entorpecentes se dirigindo à residência para adquirir drogas. Os militares seguiram a pé os suspeitos até o local.

Ao perceber a chegada da polícia, dois homens tentaram fugir pulando janelas e muros, mas um deles foi detido. Dentro da casa, os policiais encontraram os outros dois traficantes, que não conseguiram reagir a tempo. No interior da residência, foram apreendidos 51 papelotes de maconha tipo ‘skunk’, 55 trouxinhas de cocaína, além de um grande volume de materiais relacionados ao embalo de drogas e R$ 610 em dinheiro, supostamente proveniente do tráfico de entorpecentes.

Os acusados, Leandro, Wenderson e Douglas, foram presos em flagrante por tráfico de drogas e conduzidos à Delegacia de Flagrantes (Defla), juntamente com as substâncias ilícitas e o dinheiro apreendido, para as devidas providências legais.

Comentários

Continue lendo

Geral

Detento de 41 anos é encontrado morto em cela do presídio de segurança máxima de Rio Branco

Publicado

em

A nota esclarece que profissionais do Samu constataram o óbito de Oceu Rocha Martins, sem sinais de violência aparentes nos presos

Segundo relatos do detento que dividia a cela com Oceu, ao acordar, ele se deparou com seu colega caído no chão e desacordado, o companheiro de cela solicitou a intervenção de um policial. Foto: capturada 

Com A Gazeta.Net

O Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) do Estado do Acre emitiu uma nota para esclarecer o falecimento do detento Oceu Rocha Martins, de 41 anos, ocorrido nesta quarta-feira, 29, nas dependências do Presídio Antônio Amaro Alves, em Rio Branco. O detento foi encontrado sem vida por um colega de cela, que acionou as autoridades.

“O governo do Estado do Acre, por meio do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), informa a morte do detento Oceu Rocha Martins, de 41 anos, nesta quarta-feira, 29, no Presídio Antônio Amaro Alves, em Rio Branco”, explica a nota.

De acordo com a nota, segundo relatos do detento que dividia a cela com Oceu, ao acordar, ele se deparou com seu colega caído no chão e desacordado. Diante da situação, o companheiro de cela solicitou a intervenção de um policial, que acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para prestar socorro ao detento.

“O detento que dividia a cela com Oceu relatou que, quando acordou, deparou-se com  o colega caído no chão, desacordado, e chamou um policial”, diz.

A nota esclarece que profissionais do Samu constataram o óbito de Oceu Rocha Martins, sem sinais de violência aparentes nos presos. Diante do ocorrido, o Instituto Médico Legal (IML) foi chamado para realizar os procedimentos periciais necessários, e o Iapen aguarda o laudo oficial para esclarecer as circunstâncias do falecimento do detento.

“O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para prestar socorro ao detento, mas só pôde atestar o óbito. Não foram encontrados sinais de violência nos presos. O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado e o Iapen aguarda o laudo pericial”, conclui.

Entenda o caso

O detento Oceu Martins, foi encontrado morto em cela do presídio de Segurança Máxima Antônio Amaro, em Rio Branco, na manhã desta quarta-feira (29). De acordo com as últimas informações, o detento era testemunha da chacina que ocorreu no dia 26 de julho de 2023, no presídio de segurança de Rio Branco.

Sobre a rebelião, 20 policias realizavam a segurança do pavilhão. Familiares de apenados estavam no presídio, por conta disso foram retirados às pressas do local, quando os disparos começaram.

Esse episódio foi a primeira grande crise que Américo Gaia passou enquanto está à frente da Secretária de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) e afirmou que houve uma falha interna.

_________________

“Vamos diagnosticar em que ponto houve essa falha. Se aconteceu uma tentativa de fuga, houve uma falha e vamos identificar. Apesar disso, o Acre está bem servido de parcerias de integração, quanto a nível interno, quanto a externo”, finalizou o secretário.

_________________

O Instituto Médico Legal (IML) foi ao local e o corpo foi encaminhado para exames de necrópsia. O Instituto aguarda o laudo pericial, que deve determinar o que causou a morte do detento, que ainda não se pronunciou sobre a morte, mas disse que está verificando sobre o ocorrido. Dessa forma, a matéria segue para mais atualizações, há qualquer momento. 

A reportagem apurou que Oceu foi preso em setembro de 2017, durante uma operação integrada entre as forças de Segurança, acusado de crimes como furtos e assaltos. Naquela época, ele tinha um mandado de prisão em aberto por homicídio.

Durante a prisão dele, as investigações apontaram que a quadrilha a qual ele integrava era responsável por um assalto em uma loja de eletrodomésticos, de onde levaram vários celulares em Rio Branco. Além disso, também furtaram uma loja de ferramentas motorizadas no município do Bujari.

Mais informações

A Polícia Civil do Acre (PCAC) deflagrou, no dia 5 de abril,  a Operação Portas Abertas, uma investigação meticulosa sobre a rebelião ocorrida em julho de 2023 no presídio de segurança máxima Antônio Amaro Alves, em Rio Branco. A ação, que mobilizou diversos órgãos da Segurança e da Justiça, teve como objetivo apurar possíveis irregularidades e esclarecer os fatos que resultaram na rebelião.

Em uma coletiva de imprensa conduzida pelo delegado-geral da PCAC, Henrique Maciel, acompanhado por representantes da Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) e do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), foram divulgados os resultados iniciais da operação. A Justiça acreana, por meio da Vara de Delitos de Organizações Criminosas, expediu 12 mandados de busca e apreensão, resultando na prisão de um policial penal e no afastamento temporário de quatro outros, que estão sob investigação por um período de 120 dias.

Delegado-geral da PCAC, Henrique Maciel, destacou que a operação terá novas fases. Foto: Assessoria PCAC

Durante as diligências, foram apreendidos diversos celulares, que estão sendo investigados como parte das evidências, além de um aparelho DVR (digital video recorder). Esses dispositivos serão submetidos a análise minuciosa.

“A Operação Portas Abertas faz jus ao trabalho de investigação que identificou duas celas abertas com cadeados cerrados, simulando que estavam fechados. Até o momento, as partes suspeitas de terem facilitado a rebelião foram ouvidas, e foi detectada também uma possível alocação irregular no Pavilhão U, que é o corretivo”, disse o delegado titular da Delegacia de Polícia Interestadual (Polinter), Roberth Alencar.

Oceu Rocha Martins, de 41 anos, morreu nesta quarta-feira (29). Foto de setembro de 2017, quando ele foi preso durante operação da Segurança. Foto: Quésia Melo/g1/Arquivo

Veja a nota completa do Governo do Acre e do Iapen:

O governo do Estado do Acre, por meio do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), informa a morte do detento Oceu Rocha Martins, de 41 anos, nesta quarta-feira, 29, no Presídio Antônio Amaro Alves, em Rio Branco.

O detento que dividia a cela com Oceu relatou que, quando acordou, deparou-se com o colega caído no chão, desacordado, e chamou um policial.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para prestar socorro ao detento, mas só pôde atestar o óbito. Não foram encontrados sinais de violência nos presos. O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado e o Iapen aguarda o laudo pericial.

Que, neste momento de profunda dor, Deus conforte o coração dos familiares.

Alexandre Nascimento – Presidente do Iapen/AC

Comentários

Continue lendo

Geral

Governo Federal estuda ampliar garantias de crédito para agricultores do RS

Publicado

em

Por

O governo federal está avaliando a inclusão dos empréstimos realizados por produtores rurais do Rio Grande do Sul no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) dentro das garantias do Fundo de Garantia de Operações (FGO). A medida visa facilitar o acesso ao crédito para pequenos agricultores afetados por condições climáticas adversas, como chuvas e inundações.

A proposta, que está em fase de discussão em Brasília, envolve um aumento de R$ 500 milhões no FGO, administrado pelo Banco do Brasil. Esses recursos, provenientes do Tesouro Nacional, poderiam viabilizar entre R$ 2,5 bilhões e R$ 3,5 bilhões em novos financiamentos para a agricultura familiar, segundo estimativas.

Além do Pronaf, o governo também está considerando incluir operações do Programa Nacional de Apoio aos Médios Produtores Rurais (Pronamp) no FGO, com um aumento de verbas. Um anúncio oficial sobre essas mudanças é esperado para hoje.

A iniciativa foi apresentada pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário, que justifica a necessidade devido aos severos impactos climáticos no Rio Grande do Sul, que aumentam os riscos e o endividamento dos produtores rurais, desestimulando as instituições financeiras a oferecer novos créditos.

O ministro Paulo Teixeira tem defendido junto ao Palácio do Planalto e à equipe econômica a importância de criar mecanismos adicionais para ampliar o acesso ao crédito rural no estado.

Criado em 2009, o FGO tem como objetivo garantir parte do risco de empréstimos e financiamentos concedidos a micro, pequenas e médias empresas, além de microempreendedores individuais e transportadores autônomos. Durante a pandemia, o FGO foi essencial para a ampliação do crédito via Pronampe e atualmente suporta o programa de renegociação de dívidas Desenrola, entre outras iniciativas.

Recentemente, o governo publicou a medida provisória 1.216/2024, que autorizou um aumento de até R$ 4,5 bilhões na participação da União no FGO, focando nas operações do Pronampe até o final do ano para os beneficiários afetados pelas chuvas no Rio Grande do Sul.

O ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, anunciou que uma nova medida provisória será publicada para criar um fundo garantidor específico para as operações agropecuárias no Rio Grande do Sul. Este fundo é visto como crucial para produtores que perderam patrimônio e necessitam de garantias para novos empréstimos. Além disso, o Banco do Brasil iniciou a liberação de financiamentos emergenciais para o Pronaf e o Pronamp, com um total de R$ 2 bilhões em crédito emergencial para o setor agropecuário do estado.

Com informações do Valor e do Globo Rural

Fonte: Pensar Agro

Comentários

Continue lendo

Geral

Relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos traz visão otimista do plantio de soja no Brasil

Publicado

em

Por

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou seu novo relatório semanal de acompanhamento de safras, e os números do plantio de soja no Brasil trazem ótimas notícias: a área semeada com a oleaginosa superou as expectativas do mercado, alcançando 68%, contra os 66% previstos e os 52% da semana anterior. A média dos últimos cinco anos para este período é de 63%.

Ainda mais expressivo, 39% dos campos já emergiram, um avanço significativo em relação aos 26% da semana passada e superior à média de 36% para o mesmo período dos últimos cinco anos.

Apesar da ligeira queda em relação ao ano passado (10 pontos), a situação não preocupa os especialistas, pois a janela de plantio da soja se estende até o dia 20 de junho, proporcionando tempo suficiente para a recuperação da área plantada. Além disso, o risco de redução da área de soja é considerado muito baixo.

Os dados positivos do USDA reforçam o otimismo para uma safra recorde de soja no Brasil em 2024. As condições climáticas favoráveis e o investimento em tecnologia e práticas agrícolas aprimoradas contribuem para esse cenário promissor.

O avanço do plantio de soja é uniforme em todas as regiões do país. No Centro-Oeste, principal região produtora, a área plantada já alcançou 73%, enquanto no Sul a taxa é de 64% e no Nordeste 60%.

A perspectiva de uma safra recorde de soja no Brasil deve pressionar os preços da commodity no mercado internacional, beneficiando os exportadores brasileiros. O aumento da oferta também pode levar à queda dos preços domésticos, favorecendo o consumidor final.

O setor de soja no Brasil se destaca pela constante busca por modernização e eficiência. Os produtores investem em tecnologia de ponta, como o uso de drones e máquinas agrícolas automatizadas, para otimizar o manejo das lavouras e aumentar a produtividade.

A infraestrutura logística também está em constante aprimoramento, com a construção de novos portos e rodovias para facilitar o escoamento da produção para o mercado interno e externo.

Com um cenário positivo para a safra de 2024 e perspectivas otimistas para os próximos anos, a soja se consolida como um dos principais pilares da economia brasileira, gerando renda, emprego e contribuindo para o desenvolvimento do país.

Fonte: Pensar Agro

Comentários

Continue lendo