Evento que será realizado em março também poderá contar com a presença da primeira-dama Michelle Bolsonaro

A senadora Mailza Gomes (Progressistas) convidou, durante reunião em Brasília, a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, para ir ao Acre participar do seminário que terá como pauta o “Empoderamento da Mulher Acreana no Cenário Político Estadual e Nacional”. O mês do evento será março, em comemoração ao dia da Mulher. O evento será realizado no dia 15 e poderá ter a presença também da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

Em parceria com a presidente da Fundação Milton Campos, senadora Ana Amélia, a primeira-dama do Acre, Ana Paula Cameli e a presidente estadual do PP Mulher, Claire Cameli, a senadora Mailza Gomes teve a ideia de realizar um evento que debate a representatividade da mulher na política.

No estado, a participação feminina na bancada federal aumentou no último pleito, de uma deputada para quatro, ou seja, metade das vagas para deputados federais foram preenchidas por mulheres e com a vitória de Gladson Cameli para o governo, a senadora Mailza, então suplente, tomou posse no Senado Federal, sendo a única mulher representante do Acre na Câmara Alta do país.

Já na Assembleia Legislativa do Estado, a mais votada foi uma mulher. A reitora da Universidade do Acre (UFAC), as presidentes do Tribunal de Justiça e do Tribunal Regional Eleitoral, a procuradora-geral de Justiça do Ministério Público e a defensora pública-geral do Estado, a prefeita da capital, Rio Branco, de Brasileia e Tarauacá são mulheres. O governo do estado também tem em seu quadro secretárias em pastas importantes como a Fazenda, a Comunicação, Empreendedorismo e Turismo e Gestão Administrativa. Além disso o Acre teve candidatas aos cargos do governo do estado e também da presidência da República.

De acordo com Mailza, ainda é preciso fortalecer mais o ambiente para que mais mulheres participem da política e sejam ouvidas. “O nosso estado mostrou que confia nas mulheres para o posto de cargos importantes. A ideia de realizar esse seminário é para fortalecer e incentivar ainda mais o espaço e os direitos da mulher na política. Ainda temos um desafio enorme pela frente. Mesmo que os números mostrem um pequeno avanço, ainda precisamos estar mais unidas nesse propósito”, finalizou a parlamentar.

Comentários