fbpx
Conecte-se conosco

Cotidiano

Palmeiras empata com o Cruzeiro e é campeão brasileiro

Publicado

em

Alviverde ficou no resultado igualitário com a Raposa, mas conseguiu o 12° título brasileiro da história

É Campeão! Pode comemorar, torcedor, o Palmeiras é dodecacampeão brasileiro após empatar com Cruzeiro por 1 a 1, com gols de Endrick e Nikão, no Mineirão. Longe do Allianz, o Alviverde conquistou mais um troféu para a sua galera, no entanto, com muitos torcedores que viajaram para BH para ver de perto mais uma taça do torneio nacional.

Agora, o Palmeiras conquistou seu terceiro troféu no ano, antes já havia sido campeão do Paulistão e da Supercopa do Brasil. Além disso, na era Abel Ferreira, que se iniciou em 2020, foram nove títulos ao todo, sendo duas Libertadores, uma Copa do Brasil, dois campeonatos paulistas, uma Recopa, uma Supercopa do Brasil e dois campeonatos brasileiros.

Já o Cruzeiro, que escapou do rebaixamento, termina o Brasileirão na 14ª posição e agora terá um período de férias antes de se reapresentar pensando no Campeonato Mineiro.

Palmeiras abre o placar e fica mais próximos do título

O Alviverde já entrou sentindo o clima de mais uma taça. Sabendo das grandes chances de ser campeão, o time palestrino foi conduzindo o jogo e abriu o placar aos 20′, com Endrick.

A situação do clube de Abel Ferreira ficou ainda melhor quando notou que Atlético-MG e Flamengo, que poderiam ganhar o título remoto, iam perdendo seus respectivos jogos.

Tranquilo, o Palmeiras foi apenas administrando o resultado. O Cruzeiro até teve boas chances, mas Weverton defendeu, garantindo a vantagem para o time palestrino.

Segundo tempo..

O Palmeiras já chegou levando perigo logo aos 2′, com Endrick, mas Rafael Cabral fez a defesa. Na sequência, a Raposa chegou com perigo duas vezes. Primeiro, Japa chegou, depois, Matheus Pereira e Arthur Gomes tiveram chances, mas desperdiçaram.

Aos 22′, a jogada foi de Raphael para Rafael. Veiga mandou um belíssimo chute a gol, mas Cabral, bem posicionado, evitou o segundo tento do Alviverde.

Com o título praticamente conquistado, o Palmeiras promoveu a estreia do jovem Estevão, que fez seu primeiro jogo com a camisa do Alviverde como profissional.

Aos 34′, Nikão, que tinha acabado de entrar para seu último jogo com a camisa do Cruzeiro, empatou o jogo.

Apesar do resultado igualitário, não foi o suficiente para tirar o título das mãos do Palmeiras. O Alviverde já estava com as mãos na taça e ergueu em pleno Mineirão seu 12° título nacional.

FICHA TÉCNICA

Cruzeiro 1 x 1 Palmeiras

Local: estádio do Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data e hora: quarta-feira (6), às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
VAR: Rodrigo D’Alonso Ferreira (SC)

Cartões amarelos: Richard Rios (Palmeiras); Lucas Silva (Cruzeiro)

Gols: Endrick aso 20’/1°T (Palmeiras)/ Nikão aos 34’/2°T (Cruzeiro)

CRUZEIRO: Rafael Cabral; William, Luciano Castán, João Marcelo e Marlon (Kaiki); Ian Luccas (Fernando Henrique), Lucas Silva (Nikão) e Japa; Matheus Pereira, Bruno Rodrigues e Arthur Gomes (Robert). Técnico: Paulo Autuori.

PALMEIRAS:  Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez e Murilo; Mayke (Estevão), Zé Rafael (Fabinho), Richard Ríos (Atuesta), Raphael Veiga e Vanderlan; Endrick (Flaco López) e Breno Lopes (Artur). Técnico: Abel Ferreira.

Comentários

Cotidiano

Auzemir Martins confirma curso de arbitragem na Garibaldi Brasil

Publicado

em

Foto PHD: Auzemir quer mais opções na arbitragem acreana

O desportista Auzemir Martins confirmou entre os dias 25 e 30 deste mês na Fundação Garibaldi Brasil um curso de formação de árbitros promovido pela Liga Acreana de Futsal (LAF).

“Temos muitas competições e formar árbitro e anotadores é fundamental. São 40 vagas e mais da metade estão preenchidas”, comentou Auzemir Martins.

Ronne e Fabiana

O ex-árbitro Carlos Ronne e a árbitra do Rio Grande do Sul, Fabiana Paixão, serão os responsáveis pela formação.

“Vamos ter cinco dias de muitas explicações para tentar oferecer o melhor aos alunos. O Carlos Ronne tem uma folha de serviços prestados ao futsal acreana e a Fabiana é uma das árbitras mais experientes do futsal gaúcho”, afirmou o desportista.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Leandro Bulhões sofre lesão e vai desfalcar o Humaitá por 3 semanas

Publicado

em

O Humaitá terá um desfalque importante para a sequência do primeiro turno do Campeonato Estadual. O volante Leandro Bulhões sofreu uma luxação no cotovelo esquerdo no jogo contra o São Francisco nesse domingo, 3, no Florestão, e o tempo de recuperação será de três semanas.

“O Leandro foi atendido no Pronto Socorro e a previsão é para voltar em três semanas. O atleta foi medicado e amanheceu sem dor. Vamos seguir com os cuidados necessários para sua volta ocorrer no prazo mínimo”, explicou o supervisor do Humaitá, Civaldo Nery.

Lobo é desfalque

O atacante Magno Lobo deixou a partida contra o São Francisco com uma lesão muscular na coxa direita e será mais um desfalque do Tourão. O prazo de recuperação ainda não foi definido pelo departamento médico do clube.

Volta aos treinos

O elenco do Humaitá volta aos treinamentos nesta terça, 5, a partir das 15 horas, no campo do Airton. O próximo compromisso no Estadual será contra o Náuas na terça, dia 12.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Plácido de Castro bate o Náuas e estreia com vitória no Estadual

Publicado

em

O Plácido de Castro derrotou o Náuas por 1 a 0 na tarde deste domingo, 3, no Florestão, e estreou com vitória no Campeonato Estadual. O atacante Chico, ainda no primeiro tempo, decidiu o confronto para o Tigre.

Resumo da partida

Com um time formado por jogadores experientes, o Plácido de Castro começou dominando o jogo e criando oportunidades. A equipe fez 1 a 0 e poderia ter ampliado.

Na segunda etapa, o Náuas passou a jogar melhor e perdeu oportunidades para empatar.

Fala, Ismael!

“Estávamos precisando jogar. Fizemos um bom primeiro tempo e poderíamos ter conquistado uma vitória com um placar maior. Plácido é uma equipe de tradição e o nosso primeiro objetivo é classificar para o returno”, declarou o atacante Ismael.

Náuas desconcentrado

Para o goleiro Jorge, o Náuas pagou pela desconcentração na primeira etapa da partida.

“Falhamos no gol e demoramos para entrar na partida. Ainda tentamos o empate, mas infelizmente não foi possível”, disse o goleiro.

Comentários

Continue lendo






Em alta