Doença é provocada por vírus, afeta sistema nervoso e causa paralisia.

Acre vacinou 75,5% do público-alvo  (Foto: Cristine Rochol/PMPA)
Acre vacinou 75,5% do público-alvo
(Foto: Cristine Rochol/PMPA)

G1

Prevista para acabar nesta segunda-feira (31), a campanha de vacinação contra poliomielite foi prorrogada em uma semana no Acre por causa da baixa adesão. A meta era vacinar 95% das crianças entre seis meses e cinco anos, mas apenas 75,5% das crianças nesta faixa etária compareceram aos postos de saúde.

Segundo a Divisão de Imunização do Estado, 55.465 pequenos foram imunizados entre os dias 15 de agosto e esta quarta-feira (2). O número, no entanto, não corresponde à meta da campanha, que pretende imunizar 73.457 crianças da faixa etária recomendada.

De acordo com a diretora de vigilância epidemiológica de Rio Branco, Socorro Martins, a capital vacinou 76% das crianças. “As vacinas que encaminhamos para as unidades de saúde, não estamos buscando de volta. Então, enquanto tiver vacina vamos continuar vacinando. Os pais que levarem seus filhos vão poder imunizá-los e ainda atualizar a carteira de vacina”, diz.

A enfermeira Rosimary Muniz, da equipe de imunização do estado, afirma que os municípios com menor cobertura são Santa Rosa do Purus e Senador Guiomard, distantes 300 e 24 km de Rio Branco. Em Santa Rosa do Purus foram vacinados 73,99% do público-alvo, equivalente a 295 crianças, em Senador Guiomard a cobertura chegou a 30,59%, ou seja, 573 crianças imunizadas. Somente Tarauacá, Plácido de Castro, Mâncio Lima e Bujari vacinaram 95% do público-alvo.

“É importante ressaltar que nesses dois municípios [Santa Rosa e Senador Guiomard] a menor cobertura vacinal ocorre em decorrência das áreas rurais. As equipes que fizeram as visitas às áreas rurais ainda estão retornando para as cidades e os dados devem ser inseridos no sistema até o dia 10 de setembro”, explica Rosimary.

As vacinas estão disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde. Os pais ou responsáveis devem levar o cartão de vacina para que as doses sejam atualizadas. Todas as vacinas do calendário básico estão disponíveis. A campanha contra poliomielite e outras doenças podem ser encontradas em todas as unidades de saúde.

Doença
A poliomielite é uma doença provocada por vírus que afeta o sistema nervoso e pode levar à paralisia irreversível dos membros. Atualmente, o Brasil está livre da doença, mas a vacinação é fundamental para manter o vírus fora do país, segundo o Ministério da Saúde. O último caso registrado ocorreu há 26 anos.

Entre 2013 e 2014, nove países registraram casos da doença: Afeganistão, Nigéria, Paquistão, Somália, Guiné Equatorial, Iraque, Camarões, Síria e Etiópia.

Comentários