fbpx
Conecte-se conosco

Acre

Administração do TJAC presta homenagem à desembargadora Maria Penha

Publicado

em

Magistrada teve 23 anos de serviços prestados ao judiciário acreano. A homenagem aconteceu no Centro Cultural, durante o encerramento da agenda da presidente no Juruá.

A Administração do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) homenageou nesta quarta-feira, 24, a desembargadora aposentada Maria Penha. A presidente, desembargadora Regina Ferrari, o vice-presidente Luís Camolez, e o diretor da Escola do Poder Judiciário, desembargador Elcio Mendes, entregaram uma placa de homenagem à desembargadora pelo reconhecimento aos serviços prestados ao Poder Judiciário do Acre. A homenagem aconteceu no Centro Cultural, durante o encerramento da agenda da presidente no Juruá.

A desembargadora aposentada Maria Penha, que mora em outro estado, veio ao Acre e acompanhou as agendas da desembargadora-presidente e do diretor da Esjud, na cidade de Cruzeiro do Sul.  Aposentada do TJ acreano, Cruzeiro do Sul foi a primeira Comarca onde ela atuou no exercício da magistratura.

“Estou emocionada. Quero agradecer o convite da desembargadora Regina que sabia do meu interesse de muito tempo de retornar a Comarca de Cruzeiro do Sul. Eu digo sempre da minha gratidão pelos anos na magistratura que me tornaram certamente uma pessoa melhor. Fico muito feliz e agradecida em poder retornar a essa cidade. Eu saio com o coração muito alegre”, disse.

Na oportunidade, a desembargadora parabenizou a Administração por investir em estudos e qualificação aos magistrados.

“Uma gratificação imensa pra mim. Fico muito feliz em verificar que hoje o TJ do Acre estimula seus magistrados a estudarem. Uma coincidência, vejo aqui jovens magistrados que ingressaram recentemente, e como um deja vu, eu volto ao meu início na magistratura. Estou muito feliz”, ressaltou.

A desembargadora Regina Ferrai disse ser uma grande emoção prestar homenagem a desembargadora Penha. “Cuja dedicação e profissionalismo deixaram uma marca indelével. Durante seu tempo conosco, não apenas desempenhou suas funções com excelência, mas exerceu um impacto positivo em todos que tiveram o prazer de trabalhar ao seu lado”, dividiu.

Ela acrescentou saber que a desembargadora Penha  acalentou no seu coração o momento de voltar ao Juruá, onde foi a sua primeira Comarca. “A desembargadora Penha é um exemplo de magistrada. Ela nunca se cansava de entregar uma prestação jurisdicional célere, efetiva e humana. Sempre com uma visão para além dos autos. Uma visão humanitária, acolhedora e fraterna. Obrigada desembargadora Penha por ter feito tanto pelo Poder Judiciário”, concluiu.

O vice-presidente salientou ser uma noite para expressar profunda gratidão a desembargadora por tudo o que ela contribuiu para o Poder Judiciário. “É uma felicidade muito grande receber você aqui em Cruzeiro do Sul para essa homenagem. Felicidade e seja sempre bem-vinda”, disse o desembargador Camolez.

O diretor da Esjud compartilhou que teve a oportunidade de acompanhar um pouco da carreira da desembargadora. “À época estava como juiz também. A desembargadora Penha é merecedora de tudo isso e muito mais e a magistratura há de reconhecer cada vez mais o que a senhora construiu para o Poder Judiciário do Estado do Acre. Parabéns”, disse.

O presidente da Associação dos Magistrados do Acre (ASMAC), juiz de Direito Gilberto Matos parabenizou a desembargadora Penha enfatizando que ela é merecedora da homenagem por ser uma profissional dedicada que por tantos anos emprestou sua habilidade e comprometimento à justiça estadual. “Uma pessoa bonita por dentro e por fora. Muito merecida essa placa de homenagem. Sua presença foi marcante e seu legado perdurará por gerações”, ressaltou.

O momento também contou com a presença do juiz de Direito, diretor do foro da Comarca de Cruzeiro do Sul, Erick Farah e demais magistrados do Poder Judiciário do Acre.

A desembargadora Maria Penha, que é natural da cidade de Sena Madureira, ascendeu ao desembargo em novembro de 2015, pelo critério de antiguidade. A magistrada teve 23 anos de serviços prestados ao judiciário acreano, sendo 22 anos como juíza de Direito em diversas comarcas do Estado e um ano como membro como membro do Tribunal de Justiça. 

Fonte: Tribunal de Justiça – AC

Comentários

Continue lendo

Acre

Governo publica resultado preliminar de prova objetiva e perícia médica de vagas PcD de processo seletivo da Sesacre

Publicado

em

Por

Na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) desta segunda-feira, 27, o governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Administração (Sead) e da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), divulgou o resultado preliminar da prova objetiva e o resultado preliminar da perícia médica dos candidatos que concorrem às vagas reservadas às pessoas com deficiência (PcD) e abertura do prazo recursal, conforme Edital nº 001/2024 Sead/Sesacre, de 9 de janeiro de 2024.

O resultado preliminar da prova objetiva segue na seguinte ordem: cargo, localidade, inscrição, nome do candidato, nota e classificação preliminar. Confira: EDITAL N° 007 SEAD/SESACRE, DE 24 DE MAIO DE 2024

O candidato poderá interpor recurso contra o resultado/classificação preliminar da prova objetiva e resultado preliminar da perícia médica no período das 8h do dia 28 de maio até às 15h do dia 29 de maio de 2024, por meio de link disponibilizado no endereço eletrônico www.ibfc.org.br, na aba Recursos.

Em caso de dúvida, o candidato poderá entrar em contato com o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBCF), por meio do Serviço de Atendimento ao Candidato (SAC), pelo telefone (11) 4788-1430, de segunda a sexta-feira úteis, das 7h às 15h.

Dúvidas e informações adicionais podem ser obtidas com a Sesacre, que estará à disposição para esclarecimentos, por meio do telefone (68) 3215-2621 ou com a Sead, das 8h às 12h e das 14h às 17h, por meio do endereço eletrônico [email protected].

Fonte: Governo AC

Comentários

Continue lendo

Acre

Programa Opera Acre avança na saúde realizando 64 cirurgias em mutirão no Alto Acre

Publicado

em

Por

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Saúde (Sesacre), reafirma seu compromisso em atender às necessidades dos pacientes e aprimorar os serviços médicos em todo o estado. Uma das iniciativas mais destacadas é o programa Opera Acre, um esforço contínuo para reduzir o tempo de espera e diminuir as filas reprimidas na área da saúde.

Programa Opera Acre beneficiou pacientes na sexta, 24, e sábado, 25, no Hospital Regional de Brasileia. Foto: cedida

O programa marcou  presença na sexta, 24, e sábado, 25, no Hospital Regional de Brasileia, beneficiando 64 pacientes com procedimentos de cirurgia-geral e, pela primeira vez, vasectomias. A ação proporcionou atendimento médico oportuno e de qualidade aos cidadãos.

Procedimentos de vasectomia consolidam serviço de planejamento familiar na Regional do Alto Acre. Foto: cedida

O coordenador da Regional de Saúde do Alto Acre, Pablo Araújo, destacou a importância do novo serviço: “Nesta edição, iniciamos os procedimentos de vasectomia, consolidando o serviço de planejamento familiar na Regional do Alto Acre. Estamos felizes em anunciar que a demanda está controlada. Pacientes que aguardam por cirurgias de hérnia, vesícula, laqueadura e vasectomia devem procurar a regulação dos municípios, para agendamento das consultas de avaliação pré-operatória. Com as filas controladas, as cirurgias estão sendo realizadas regularmente duas vezes por mês, tornando o serviço mais ágil e eficiente”.

Pacientes da Regional Alto Acre aguardam procedimentos cirúrgicos no Hospital Regional de Brasileia. Foto: cedida

Simultaneamente, outros mutirões são efetuados em diversas localidades do estado. Em Senador Guiomard, estão sendo realizadas cirurgias ginecológicas; na Fundação Hospitalar do Acre (Fundhacre), em Rio Branco, pacientes estão sendo atendidos na área de mastologia pelo Centro de Controle de Oncologia (Cecon); e, em Cruzeiro do Sul, pacientes estão recebendo cirurgias ginecológicas, somando mais dez procedimentos cirúrgicos.

Paciente Erasmo Parente (à direita) aguarda cirurgia no Hospital Ary Rodrigues, em Senador Guiomard. Foto: cedida

Erasmo Parente, domiciliado em Rio Branco, realizou o procedimento de hidrocele (acúmulo anormal de fluido em torno do testículo, levando ao aumento do tamanho do escroto) na manhã deste domingo, no Hospital Ary Rodrigues, em Senador Guiomard. “É uma cirurgia muito importante porque, no meu caso, vai levantar minha autoestima, pois isso me causava vergonha. Fiz os exames e já estou aqui para fazer o procedimento. Agradeço a Deus e a toda equipe por poder fazer a cirurgia”, disse.

Esse programa de cirurgias tem desempenhado um papel crucial no avanço da saúde do estado, atuando com foco em cirurgias eletivas em diversas especialidades médicas, como ginecologia, proctologia, cirurgias-gerais, de cabeça e pescoço e cardiológicas, entre outras.

Shirley Nascimento é chefe da Regulação de Cirurgias da Sesacre. Foto: Odair Leal/Sesacre

“Estamos empenhados em reduzir as filas de espera e proporcionar um atendimento mais humanizado e eficiente para todos os acreanos”, destacou Shirley Nascimento, chefe de Regulação de Cirurgias da Sesacre.

Dados do Ministério da Saúde mostram que o Acre possui a maior taxa de expansão de cirurgias eletivas entre todas as unidades da federação, destacando a eficácia e o impacto positivo do programa na vida dos cidadãos

Fonte: Governo AC

Comentários

Continue lendo

Acre

Estado reforça importância da prevenção e diagnóstico precoce do glaucoma

Publicado

em

Por

Há dez anos, o idoso Valdomiro Francisco de Lima foi diagnosticado com glaucoma durante uma consulta de rotina na Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre), em Rio Branco. Desde então, faz acompanhamento periódico para manter a saúde ocular. Na semana marcada pelo Dia Nacional de Combate ao Glaucoma, lembrado no dia 26 de maio, o idoso se uniu a outros 50 pacientes, para mais uma consulta de rotina na Fundhacre.

A doença afeta a visão e atualmente atinge cerca de 900 mil pessoas em todo o Brasil. No Acre, a Fundhacre é a unidade de referência para os casos suspeitos ou já diagnosticados de glaucoma.

Valdomiro Francisco de Lima foi diagnosticado com glaucoma durante consulta de rotina na Fundhacre. Foto: cedida

“Fiz a consulta aqui e o médico deu o diagnóstico. Aí foi por essa preocupação que eu procurei o médico, eu vi que estava piorando, né? Falei ‘vou procurar o médico’. Aí procurei, graças a Deus deu certo, foi melhorando. E eu sempre retorno pra consulta. Aqui na claridade, que nem agora, beleza pura [boa visão]”, conta Valdomiro, que, além do glaucoma, também foi diagnosticado com catarata.

A oftalmologista Arieli dos Santos destaca a importância da detecção precoce da doença por meio de exames oftalmológicos regulares, explicando que o principal exame de diagnóstico utilizado para identificar o glaucoma em estágios iniciais é a aferição da pressão intraocular, maior fator de risco para se desenvolver o glaucoma.

Também é importante a verificação do nervo óptico, com o exame de fundoscopia, que qualifica a aparência do disco ótico e serve para diagnosticar e acompanhar a evolução da doença. Já a análise do campo visual é realizada por meio da campimetria, que auxilia o oftalmologista na identificação de perdas da visão periférica causadas pelo glaucoma.

E, ainda, o exame de gonioscopia investiga o ângulo da câmara anterior, que também é importante, permitindo a avaliação da entrada do sistema de drenagem interno do olho. “Quanto antes se diagnosticar o glaucoma, menores as chances de problemas na visão”, adverte a médica.

Oftalmologista Arieli dos Santos destaca a importância da detecção precoce da doença. Foto: Gleison Luz/Fundhacre

Se não tratado adequadamente, o glaucoma pode levar à cegueira e, em alguns casos, os transplantes de córnea são recomendados, desempenhando um papel crucial na oftalmologia, ao lado de uma série de outras intervenções cirúrgicas destinadas a corrigir uma série de problemas visuais debilitantes. Entre esses procedimentos oftalmológicos vitais, estão aqueles voltados para tratar condições como catarata, glaucoma e degeneração macular.

Na Fundhacre, cirurgias oftalmológicas e transplantes de córnea têm sido realizados regularmente, proporcionando aos pacientes uma oportunidade de restaurar a visão e recuperar a independência perdida. Somente de janeiro a maio deste ano, cerca de 40 procedimentos foram realizados, incluindo 13 cirurgias de correção de catarata e 27 transplantes de córnea.

“O paciente deve iniciar o acompanhamento no posto de saúde mais próximo de sua casa. Após a avaliação inicial, ocorre o encaminhamento para uma unidade de referência, no caso, a Fundhacre, onde ele vai passar por uma consulta com o oftalmologista, que, se necessário, irá encaminhar o paciente para o especialista em glaucoma, que dará continuidade ao tratamento”, explica a diretora de Assistência da Fundhacre, Carina Hechenberger.

Fonte: Governo AC

Comentários

Continue lendo