De acordo com a coordenação da Unidade de Referência para a Covid-19 de Xapuri, o caso está sob investigação epidemiológica.

Até a última atualização do Boletim Municipal, Xapuri tinha 679 casos positivos de covid-19, com 645 pessoas monitoradas pelo serviço de saúde, 30 casos em análise, 445 altas médicas, 10 internações e 11 óbitos.
Por Raimari Cardoso

O município de Xapuri registrou nas últimas 24 horas uma morte confirmada e outra suspeita de covid-19.

O óbito que ainda não tem confirmação oficial é de uma criança de 2 anos, um menino, que tinha problemas respiratórios e cardíacos congênitos.

A criança foi encaminhada para Rio Branco na manhã deste domingo, 16, mas seu estado, que já era crítico, evoluiu para óbito logo após chegar à capital. De acordo com a coordenação da Unidade de Referência para a Covid-19 de Xapuri, o caso está sob investigação epidemiológica.

Uma fonte no hospital Epaminondas Jácome informou que a unidade recebeu informação de Rio Branco dando ciência de que a criança estava positivada para o novo coronavírus. A confirmação poderá sair no próximo Boletim Sesacre.

Se for confirmada a contaminação da criança, ela será a vítima mais jovem do novo coronavírus no município. Até o momento, o paciente mais novo a não resistir as complicações da doença causada pela covid-19 em Xapuri tinha 41 anos.

Primeiro translado de óbito por covid-19

A outra morte confirmada no fim de semana é de uma paciente que lutava contra a doença há mais de um mês em uma das UTIs da capital acreana. Laélia Santana de Freitas, de idade não informada, era moradora do bairro Sibéria.

A família informou que o corpo será sepultado em Xapuri nesta segunda-feira, 17. Será o primeiro translado intermunicipal para a cidade de uma vítima fatal da doença, após o transporte por via terrestre passar a ser permitido pelas autoridades de saúde.

Portaria recente da Sesacre autoriza o translado intermunicipal de corpos por morte confirmada ou suspeita de Covid-19. Porém, devem ser respeitadas todas as determinações dos órgãos competentes e dentro do prazo de 24 horas, entre o óbito e o sepultamento.

Agosto negro

O mês de agosto tem sido o mais difícil para o enfrentamento à pandemia em Xapuri. Enquanto os óbitos no Acre caíram 67%, segundo os últimos dados da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), no município as mortes dobraram nos 16 primeiros dias do mês, indo de 6 a 12 nesse período.

Agosto também tem sido o mês dos recordes diários de casos e de um aumento no acumulado de infecções que levou o município a superar Cruzeiro do Sul, neste fim de semana, e assumir o quarto lugar do estado em incidência da covid-19 com 3.369,0 casos por grupo de 100 mil habitantes.

Até a última atualização do Boletim Municipal, Xapuri tinha 679 casos positivos de covid-19, com 645 pessoas monitoradas pelo serviço de saúde, 30 casos em análise, 445 altas médicas, 10 internações e 11 óbitos. 214 pacientes seguiam com o vírus ativo, em isolamento e tratamento domiciliar.

Outro dado relevante do último boletim demonstrava a penetração do coronavírus no interior do município. Os casos de covid-19 já chegaram a 30 localidades rurais, inclusive algumas das mais distantes da sede municipal, como o seringal Espalha. O número de contaminações na zona rural somava 119, o que corresponde a 17% do total de 679 casos positivos.

Comentários