fbpx
Conecte-se conosco

Flash

Xapuri ainda aguarda parecer da Anvisa sobre revacinação de moradores que receberam doses vencidas

Moradores são acompanhados pelo Crie da cidade enquanto Anvisa e Ministério da Saúde analisam se vacina aplicada é segura.

Publicado

em

Moradores de Xapuri são monitorados e aguardam posicionamento da Anvisa sobre vacina vencida – Foto: PMM/Divulgação

Por Aline Nascimento

A Saúde de Xapuri, interior do Acre, aguarda um parecer da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para saber se precisa ou não revacinar os 51 moradores que tomaram as doses da Oxford/AstraZeneca vencidas de três lotes referentes aos meses de abril e junho.

Enquanto isso, essas pessoas seguem em monitoração pelas equipes do Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (Crie) da cidade. Nesta quinta-feira (29), a saúde divulgou uma nota esclarecendo que esse processo de investigação ‘faz parte do protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde e refere-se à segurança do paciente em poder ou não receber uma 3ª dose’.

O comunicado destaca também que existe um processo em andamento na Anvisa da análise de potência e eficácia do lote da vacina aplicada vencida nos moradores. A Saúde frisou que ‘por mais que tenha ocorrido um erro de imunização não podemos cometer outro erro pensando apenas em administrar uma nova dose sem considerar os possíveis riscos à saúde deste paciente’.

Um levantamento baseado no cruzamento de dados oficiais do governo federal, divulgado no dia 2 de julho, apontou que pessoas teriam recebido doses vencidas contra a Covid-19. A Prefeitura de Xapuri chegou a negar aplicação de vacina fora do prazo, mas, voltou atrás e confirmou que 51 pessoas tinham tomado o imunizante vencido.

Na mesma época, a direção de ações básicas de Xapuri afirmou que todos os 51 moradores que aparecem na lista foram identificados e eram monitorados.

Monitoração

A coordenadora do Crie, Daíla Timbó, ressaltou que o Ministério da Saúde (MS) também foi comunicado e analisa a situação. Segundo ela, as orientações do MS e da Anvisa sobre o que deve ser feito podem demorar.

“Pode ser demorada ou pode se logo. A gente não liberou para fazer nada, nem para tomar a segunda dose, temos ver qual será o posicionamento do ministério sobre isso. Muitos desses lotes da AstraZeneca que recebemos de outros país, que na época eram importados, passam por um setor da Anvisa que testa a eficácia da vacina por um período mais prolongado e a qualidade. Essas vacinas estão passando por um reteste dentro da própria Anvisa”, afirmou.

Conforme a coordenadora, esse teste pode estabelecer, inclusive, que a vacina aplicada era segura. Se for esse o caso, a pessoa não precisa tomar novamente a primeira dose. “Dependemos da Anvisa, temos que aguardar”, concluiu.

Vacina vencida

No Acre, sete cidades apareceram no levantamento dos pesquisadores Sabine Righetti, da Unicamp, e Estêvão Gamba, da Unifesp: Rio Branco, Xapuri, Senador Guiomard, Acrelândia, Epitaciolândia, Porto Walter e Cruzeiro do Sul. O município com mais aplicações de doses fora do prazo, segundo a lista divulgada, seria Xapuri.

Procuradas pela reportagem as prefeituras negaram que tinham aplicado doses vencidas.

Contudo, depois de negar, a Secretaria de Saúde de Xapuri informou que fez uma auditoria e verificou que algumas doses de três lotes do imunizante podem ter sido aplicadas fora do prazo. São os seguintes lotes:

  • CTMAV501: válido até 30 de abril;
  • 4120Z025 – válido até 4 de junho;
  • 410Z004 – válido até 13 de abril.

Moradores identificados

As pessoas que tomaram as doses têm acima dos 60 anos, público que era atendido na época, e pessoas sem comorbidades que participavam do reaproveitamento de doses.

“Os lotes chegaram em março, dia 25, e eram para ter sido aplicados até 30 de abril. Alguns tomaram a primeira dose e outros a segunda. Conversamos com eles, não tiveram nenhuma reação, estão bem, alguns entraram em contado com o infectologista e devem receber a segunda dose depois de 45 dias. Não houve complicações”, disse, a época, o diretor de ações básicas de Xapuri, enfermeiro Francisco Andrade da Silva Souza.

O profissional explicou que, quando os lotes foram recebidos, havia pouca procura pela vacinação contra a Covid-19. “Foi baixa a procura mesmo, as doses ficaram armazenadas e não se percebeu o prazo de validade. Muitas doses o público não procurou. Foi comunicado à coordenação do PNI”, contou.

Comentários

Continue lendo

Flash

Sob o comando do Técnico epitaciolandense equipe de Wrestling acreana conquista seis medalhas na fase nacional dos Jogos Escolares

Publicado

em

Os resultados do apoio que a prefeitura vem dando ao esporte começam a surgir, no Wrestling pelo segundo anos Epitaciolândia é destaque na fase estadual e nacional, a prefeitura na gestão do prefeito Sérgio Lopes tem investido no esporte de base, mante projetos em parceria com a Escola de Artes marciais Leão Dourado sob o comando do professor Sensei Amarildo Ferreira que introduziu o esporte nas escolas, repassando disciplina, respeito e espirito competitivo.

Hoje em todas as competições alunos de Epitaciolândia conquistam cada vez mais medalhas e resultados positivos, além disso, isso reflete nada de cada aluno melhorando seus rendimentos escolares e na convivência familiar.

Este final de semana foi uma participação histórica do Wrestling do Acre na fase nacional dos Jogos Escolares Brasileiro (Jeb´s) Sub-18. A equipe acreana conquistou cinco medalhas de bronze, na Série Ouro, e uma de prata, na Série Prata, em Aracaju, Sergipe.

“Os resultados foram fantásticos. Iniciamos o trabalho no Wrestling tem pouco tempo e essas conquistas servem para mostrar, mais uma vez, que o trabalho desenvolvido com seriedade traz resultados. Estamos realizando grandes investimentos no nosso esporte escolar e os resultados comprovam ser o caminho certo”, declarou o presidente da Federação Acreana do Desporto Escolar (Fade), João Renato Jácome.

O Sensei Amarildo Ferreira falou da emoção de poder ser o técnico da equipe acreana e agradeceu os apoios recebido pela prefeitura de Epitaciolândia.

“Estamos fazendo história, hoje pela primeira vez conquistamos não uma, mas seis medalhas para o Acre, porém para chegarmos até aqui tivemos muito apoio, eu particularmente quero agradecer ao querido prefeito Sérgio Lopes que abriu as portas da prefeitura e hoje é um grande parceiro das artes marciais, e os resultados estão surgindo, em todas as competições Epitaciolândia crava seu nome, obrigado a todos que nos apoiaram e acreditam no esporte como um grande fator de desenvolvimento das nossas crianças, jovens e adultos.” Frisou o Sensei.

 Medalhistas acreanos

Bronze

Ana Cristina, Divina Providência/Xapuri

Roberto Júnior, Belo Porvir/Epitaciolândia

Felipe Passos, Lourival Pinho/Rio Branco

Randeilson Joseph, IFAC/Xapuri

Alcir Kervyn, Lourival Pinho/Rio Branco

Prata

Max Campos, Divina Providência/Xapuri

 

Comentários

Continue lendo

Flash

Último dia de habilitação para o casamento coletivo em Epitaciolândia é nesta quarta-feira, 29

Publicado

em

Ação social promove a cidadania, permitindo que mais pessoas exerçam plenamente seus direitos civis

Na próxima sexta-feira e sábado, 31 e 1º de junho, será realizado o Projeto Cidadão em Epitaciolândia. Então, até essa quarta-feira, 29, está em andamento a habilitação para o casamento coletivo. O atendimento está disponível das 8h às 14h, na Secretaria Municipal de Cidadania e Ação Social, situada na Avenida Santos Dumont, no centro da cidade.

As interessadas e interessados devem comparecer portando os seguintes documentos:

  • Noivos solteiros: Certidão de Nascimento original (legível e sem rasura), comprovante de endereço, RG e CPF (original e cópia);
  • Noivos divorciados: Certidão de Casamento original com Averbação do Divórcio (legível sem rasura), cópia do processo ou sentença do divórcio (parte referente à partilha de bens), comprovante de endereço, RG e CPF (original e cópia);
  • Noivos menores de idade (entre 16 e 18 anos incompletos): Certidão de Nascimento original (legível e sem rasura), comprovante de endereço, presença dos pais portando RG e CPF (original e cópia). Em caso de responsáveis falecidos, apresentar Certidão de Óbito. Em caso de pais ausentes, apresentar consentimento por escrito do responsável.

Projeto Cidadão

O Projeto Cidadão será realizado na Escola Bela Flor, situada na BR-317. A ação do Tribunal de Justiça do Acre, conta com a parceria do governo do Acre, Ministério Público do Acre, Defensoria Pública, prefeitura de Epitaciolândia, Cartório Aquino e Associação dos Ministros e Pastores de Epitaciolândia e Brasiléia.

Serão realizados atendimentos jurídicos, de saúde, com dentista, vacinas, testes rápidos, ginecologista e ortopedista. Também outros serviços como cabelereiro e aplicação de vacina antirrábica nos animais.

A cerimônia do casamento coletivo será na quadra da Praça 28 de Abril, no dia 1º de junho, às 10h30.

Comentários

Continue lendo

Flash

Brasiléia sedia abertura do Censo Escolar 2024

Publicado

em

O governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes, realizou na quarta-feira 28, a abertura oficial do Censo Escolar 2024 em Brasiléia.

O Censo Escolar é uma pesquisa estatística que tem por objetivo oferecer um diagnóstico sobre a educação básica brasileira e é coordenado pelo Inep.

Estiveram presentes a secretária de Educação de Brasiléia – Francisca Oliveira, o coordenador do Censo Escolar Estadual – Jelsoni Calixto, a coordenadora do Núcleo da SEE de Brasiléia – Maria Cecília, coordenador do núcleo da SEE de Xapuri – Wagner, o coordenador do núcleo de Capixaba – Ocimar Pereira, coordenador do núcleo da SEE de Epitaciolândia – Cleomar Portela, coordenadora do núcleo da SEE de Assis Brasil – Gleicianye Amorim, secretário adjunto da SEE – Tião Flores, vice-prefeito Carlinhos do Pelado, além da equipe do Censo Escolar, representantes de escolas municipais e estaduais e servidores da educação.

Cecília Carvalho, do Núcleo da SEE em Brasiléia, destacou a importância do evento. “Brasiléia hoje sedia a abertura do Censo Escolar 2024, é com muito orgulho que recebemos funcionários, professores e autoridades da rede estadual e municipal. O Censo ele passa por muitas mãos é um processo de alimentação de dados dessas instituições para garantir á escola melhorias estrutural e pedagógica para nossos alunos”, disse.

A secretária municipal de Educação, Francisca Oliveira, mencionou que o Censo Escolar representa recursos e garantia de várias ações necessária para a Educação. “O Censo Escolar é de fundamental importância ele representa recursos no município para investimentos, recursos do PDDR, do FUNDEB, é uma garantia de várias ações necessárias dentro da educação”, destacou a secretária.

Comentários

Continue lendo