O acre está localizado ao lado dos dois maiores produtores de cocaína do mundo, Bolívia e peru esse é um fator que torna o trabalho policial ainda mais delicado, mas, o estado tem dado a resposta à altura.

Com Ronaldo Guerra

Secretário de segurança afirma que o compartilhamento de informações entre as agências de inteligência da união com o estado tem ajudado nas apreensões de armas, entorpecentes e prisões de bandidos.

Nas duas últimas semanas as ações policiais culminaram com a apreensões de armas, entorpecentes e na detenção de vários criminosos.

Isso de acordo com o secretário de segurança, Paulo Cezar Santos, é fruto do compartilhamento de informações entre as agências de inteligência do estado com a união, hoje existe uma interação muito grande com as policias civil, militar, penal, federal, rodoviária federal, ABIN e ministério público por meio do GAEGO na região norte.

O grande desafio das forças de segurança é asfixiar o tráfico de entorpecente que financia quase 100% das ações do crime organizado, o acre está localizado ao lado dos dois maiores produtores de cocaína do mundo, Bolívia e peru esse é um fator que torna o trabalho policial ainda mais delicado, mas, o estado tem dado a resposta à altura.

Porém, a guerra por território entre as facções é outro problema que a pasta da segurança precisa resolver, atualmente o 2º distrito é uma região a ser pacificada.

Paulo Cezar, reconhece que o 2º distrito vive uma situação de violência acentuada e que pasta da segurança precisa dar uma resposta as famílias que estão apavoradas com tanta execução.

Comentários