Por Fernando Oliveira/Ascom

Presidida pelo Vereador Presidente, Rogério Pontes, a 2° Sessão Ordinária, do 4° ano Legislativo da 14° Legislatura. Aconteceu no Plenário José Cordeiro Barbosa da Câmara Municipal nesta terça-feira,11.

Participaram o Vereador Charbel Saady(sem partido), Vereador Joelso Pontes(PP), Vereador Mário Jorge(MDB), Vereador Reinaldo Gadelha(MDB),Vereador Rosildo Rodrigues(PT),Vereador  Zé Gabriele(PSB), e o Vereador e Líder da Prefeita na Câmara, Edu Queiroz(PT).

No grande expediente, ocasião em que os parlamentares usaram a ‘Tribuna da Casa do Povo’, para apresentar a suas reivindicações junto à comunidade.

As Sessões da Câmara Municipal acontecem às terças-feiras a partir das 8:00 h. Participe e fique informado das ações do nossos Vereadores no Parlamento do nosso município

Veja o que disseram

Vereador Charbel Reis Saady (sem partido)
Vereador Charbel Reis Saady (sem partido)

Vereador Charbel Reis Saady(sem partido), O parlamentar Iniciou seu pronunciamento apresentando pedidos de providência para a prefeitura de Brasiléia solicitando melhorias para os bairros Alberto Castro e José Braúna, e Rua do Areial, pediu que seja feito reparos em ruas dos referidos bairros e no verão um trabalho mais eficaz.

Fez também indicação para a prefeitura e Governo do Estado dar continuidade no Asfaltamento do ramal do 13.

Solicitou que a Secretaria Obras coloque a tampa de um bueiro em frente da escola estadual IOP, cobrou do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte(DNIT) a construção de uma parada de ônibus nas proximidades do Silo Graneleiro para atender as pessoas do polo moveleiro.

E anunciou sua saída do partido Progressista(PP), em que foi eleito Vereador em 2016 e disse que em breve vai publicar uma carta aberta a população expondo seus motivos

Vereador e Líder da Prefeita na Câmara, Edu Queiroz (PT)

Vereador e Líder da Prefeita na Câmara, Edu Queiroz (PT), Disse que o Bairro Nazaré precisa de uma pavimentação completa, haja visto que é um dos que está apto para receber investimentos e no local estão as indústrias de cerâmica que gera emprego e renda no município. Pediu encaminhamento de um ofício para a Prefeita do município Fernanda Hassem, falando da importância de melhorar infraestrutura do bairro Nazaré.

Enfatizou ainda que esteve no hospital de Brasiléia e pode presenciar reclamações de muitas pessoas pela falta de atendimento médico. Ressaltou que a fila de pessoas que procuram atendimento é grande, é preciso contratar mais médicos para atender a população com mais agilidade.

Falou da festa em comemoração aos 40 anos do Partido dos Trabalhadores, que aconteceu em Brasiléia, contou com a participação de várias lideranças, disse que nesses anos de governo do PT teve muitos acertos do governo Jorge Viana pra cá. “Tenho orgulho de ser filiado ao PT”.

Discursou também sobre as dificuldades que vem enfrentando o extrativismo, e que os governos precisam apostar mais na agricultura familiar.

Vereador Joelson Pontes (PP)

Vereador Joelson Pontes (PP), Destacou que tem presenciado uma grande fila na lotérica do município, apesar da outra casa lotérica em Epitaciolândia já está funcionando, afirmou que irá conversar com o proprietário da casa lotérica em Brasileia Viana para tratar do assunto. Solicitou melhorias para Ramal do Km 17. Falou que as ruas do Areal, Tereza Pimentel, e Bairro Nazaré estão precisando de melhorias urgente.

Cobrou sinalização para todas as escolas do município de Brasiléia. Falou da situação da Ponte do Ramal km 59, “Até agora nada foi feito apesar de ter ocorrido várias reuniões e feito vários registros por nós vereadores, prefeituras e moradores”

Cumprimentou o Secretário Carlinhos pela intervenção feita na Avenida Dr Manoel Marinho Monte.

O vereador Zé Gabriele (PSB)

O vereador Zé Gabriele (PSB), Fez agradecimentos ao Secretário de Saúde Borges em respostas aos seu pedido de providências, disse que todos o ACS vão trabalhar com tablet através de um sistema interligado com Ministério da Saúde.

Denunciou que foi negado atendimento no silo Graneleiro para um produtor e que o Silo será gerenciado pela Cageacre. Pediu para a prefeitura construir paradas de ônibus nos ramais de Brasiléia para atender alunos. Solicitou da Secretaria de Obras desobstrução de bueiros na Travessa Moacir, informou que quando chove a situação fica crítica. Falou que os moradores do Bairro Francisco Peixoto não pode sair de casa quando chove nem de moto, que a prefeitura ou a imobiliária tome as providências.

Solicitou providências do Setor de Cadastro sobre os terrenos baldios que estão cheios de Mato, a prefeitura limpa a ruas, porém os donos não limpam os seus lotes. Sugeriu que os vereadores se unam para pedir uma emenda de bancada para asfaltar o Bairro Nazaré.

Vereador Mário Jorge (MDB)

Vereador Mário Jorge (MDB), Fez esclarecimentos sobre os PCCR das categorias que estão pendentes, disse que ficou acordado com a prefeitura que o projeto entraria no mês de fevereiro para ser aprovado na Câmara, onde será pago retroativo.

Falou que muitas pessoas estão ficando sem atendimento no INSS, o órgão está atendendo apenas 10 pessoas por dia.

Vereador Reinaldo Gadelha (MDB)

Vereador Reinaldo Gadelha (MDB), Fez uma indicação para Secretaria de Agricultura para saber porque o caminhão não está fazendo a   linha no ramal km 19. Lembrou a aprovação do orçamento no valor de mais de 2 milhões para a agricultura. Finalizou solicitando uma reunião com a Prefeitura para discutir sobre transporte municipal.

Solicitou melhorias para os ramais da linha 11 12, Wilson Pinheiro, Bom Sucesso, 19, e Pega Fogo. Fez pedido de providência a prefeitura solicitando a reposição de lâmpadas no Bairro Eldorado. Falou ainda sobre a situação do bairro Francisco Peixoto, e sugeriu que a prefeitura faça uma parceria com a imobiliária.

O Vereador Rosildo Rodrigues (PT)

O Vereador Rosildo Rodrigues (PT), solicitou da prefeitura através da Secretaria de Saúde que disponibilize atendimento em ultrassonografia para atender as grávidas do município, principalmente as mais carentes.

Abordou as problemáticas enfrentada pelos extrativistas com relação ao preço da castanha m, criticou a falta de subsídio e incentivo pelo governo a produção familiar. “A castanha está sendo vendida a preço de pinga no final da festa, ano passado a lata custava 200 reais e hoje está sendo pago 12 reais”, disse. Sugeriu ainda que prefeitura através da Secretaria de Agricultura disponibilize um caminhão para ajudar a Cooperacre no escoamento da castanha e assim melhorar o preço.

Voltou a cobrar uma política de incentivo a agricultura familiar por parte da prefeitura e do governo.

Comentários