Foto mostra momento em que o vereador aborda o veículo – Imagem/Facebook
Alexandre Lima, da redação

Um fato inusitado aconteceu na cidade de Xapuri, distante cerca de 178 quilômetros da capital acreana, envolvendo um programa chamado de ‘Saúde Itinerante’, a exemplo do governo do Acre, que leva diversos atendimentos aos munícipes das cidades que são visitadas, tanto da zona urbana quanto rural.

Nesta quinta-feira, dia 20, o programa estaria visitando a ‘Princesinha do Acre’ e o Município através da Secretaria de Saúde, estaria disponibilizando mão de obra e veículos para levar equipamentos, medicamentos, etc.

Sendo que, uma denuncia chegou até o vereador Guinaldo Alves da Silva – DEM, de que um veículo, modelo VW/Saveiro, placas NOS 6185, que está à disposição da Secretaria de Saúde do Município, estaria levando bebidas alcoólicas em sua carroceria.

Vereador Gessi, presidente da Câmara e Aguinaldo que denunciaram o caso na delegacia de Xapuri.

O vereador então resolveu apurar a denuncia e abordou o veículo em frente da Secretaria. Mesmo diante da recusa para abrir e mostrar o que havia dentro das caixas de isopor, o motorista tentou se evadir do local.

Cerveja encontrada dentro de isopor na carroceria e seria levada para consumo no Saúde Itinerante.

Foi quando Guinaldo subiu no veículo e após uns 50 metros, ele parou. Foi quando o vereador ligou para o número de Emergência (190), para pedir ajuda da PM e conduzir o motorista até a delegacia, uma vez que foi encontrado isopor contendo cerveja na carroceria.

Segundo consta no Boletim de Ocorrência (B.O.), a cerveja seria usada para comemorar o encerramento após os atendimentos do programa ‘Saúde Itinerante’, e que estaria sendo uma situação quase que corriqueira nesses casos.

O motorista ficou detido na delegacia até o pagamento de fiança, onde irá responder o caso em liberdade. Segundo o vereador Guinaldo, também contou com ajuda do presidente da Casa, o vereador Gessi Nascimento da Silva – PMDB, ficaram por mais de horas fazendo a denuncia.

Segundo foi levantado com os vereadores, o caso será levado ao Ministério Público para que as providencias sejam tomadas, uma vez que veículos e pessoas estariam sendo utilizados para levar bebidas alcoólicas para um programa de saúde, onde se gasta o dinheiro público.


Secretaria Estadual de Saúde faz contato

A assessoria de comunicação da Sesacre, através do jornalista Badaró, entrou em contato com a redação do jornal oaltoacre.com, para esclarecer que, o Estado não estaria realizando atividades do programa ‘Saúde Itinerante’ na cidade de Xapuri.

Como também, não estar realizando o referido Programa a meses. Portanto, não estaria no município de Xapuri, ficando isento de qualquer envolvimento com o caso flagrado pelos vereadores e registrado na delegacia.

 

Comentários