Conecte-se conosco





Acre

Vereadora acusa secretário Frank Lima de Rio Branco por assedio a sete mulheres

Publicado

em

Imagen de Ac24Horas

O secretário de saúde de Rio Branco, Frank Lima, está sendo acusado de supostos assédios sexuais. Pelo menos sete mulheres que trabalham no órgão de saúde, teriam o denunciado. Parte das denúncias foi levada ao conhecimento da vereadora Michelle Melo (PDT).

A vereadora afirmou que vai ouvir as mulheres e denunciar os casos na Câmara de Vereadores, ao prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, e ao Ministério Público do Acre.

Procurado pelo ac24horas, Frank Lima afirmou que é inocente e que jamais assediou sexualmente qualquer servidora. O gestor contou que as denúncias são motivadas por vingança, após mudanças que ele determinou no Fundo Municipal de Saúde.

“Estou com a consciência tranquila, não tenho do que temer. Eu vou ter a oportunidade de me defender, o Ministério Público vai poder conversar com as pessoas e verificar que jamais pratiquei alguma conduta de assédio contra ninguém. O que acontece é que estamos passando por um processo de moralização na secretaria desde que assumimos. Descobrimos diversas irregularidades no Fundo Municipal de Saúde e determinei que alguns procedimentos fossem adotados e algumas pessoas fossem tiradas. Não tenho dúvida de que essas denúncias são por vingança”, afirma.

Frank se mostrou indignado com a vereadora Michelle. “Ela tem todo o direito de fazer as críticas que quiser, mas agora ela foi longe demais. Feriu a minha honra. Pode-se discutir política, mas é preciso respeitar a honra das pessoas. tenho família, tenho filhos e isso é um absurdo”, disse o secretário.

 

Por: 

Comentários

Em alta