P1090008_thumb1O vereador Celso Paraná (PMDB), um dos principais aliados do prefeito Marcinho Miranda (PSDB), negou nesta sexta-feira, 6, as informações divulgadas pelo colunista político Evandro Cordeiro, do site Contilnet, dando conta do “fim do casamento” entre o parlamentar e o chefe do executivo municipal.

Além do suposto “racha” entre Paraná e Marcinho, cuja principal motivação seria a existência de “coisas esquisitas” na administração tucana, Cordeiro também noticiou que o vereador anunciara sua intenção em ser candidato à prefeitura de Xapuri nas próximas eleições. Para isso, teria a “chancela” da executiva estadual do PMDB.

Segundo Celso Paraná, nada do que o colunista divulgou ocorreu. Perguntado sobre o que levaria o jornalista a publicar tais fatos, o vereador disse que ainda não havia conseguido falar com Evandro Cordeiro para esclarecer a situação. “Prefiro acreditar que tenha sido um grande mal entendido de uma conversa que tivemos por telefone a respeito dos rumos da política em Xapuri, mas pedirei para que ele retifique”, afirmou.

Contudo, Evandro Cordeiro não recuou do que publicou. Na sua coluna desta sexta-feira, publicou as duas notas que seguem:

Sobre o racha em Xapuri

Celso Garcia, que para os mais íntimos é o vereador Paraná (PMDB), de Xapuri, ligou para elogiar a coluna pela divulgação de seu racha com o prefeito Marcinho Miranda (PSDB), mas pediu duas correções. Primeira: não foi o partido quem rachou, mas ele, apenas ele. Segunda: a foto publicada dele com o pai do prefeito, seu Miranda. “Pareceu provocação”, disse por telefone ontem à noite.

Da coluna: ninguém na redação tinha ideia de que a pessoa ao lado do vereador era o pai do prefeito.

Já se acertou

Na manhã desta sexta-feira, o vereador Paraná já desfez tudo o que disse, pelo bom programa do meu colega jornalista e radialista Raimari Cardoso, um dos mais ouvidos em Xapuri, pela Rádio Difusora. Parece ter se acertado com o prefeito Marcinho Miranda, já.

Longe de duvidar da seriedade de um ou de outro, mas fica uma baita curiosidade de saber a razão que origina uma confusão como essa. Mas é certo que com a rápida aproximação do próximo pleito municipal ficarão mais frequentes episódios semelhantes. E na maioria deles, o que restará mesmo será o dito pelo não dito.

Fonte: raimari9.blogspot.com.br

Comentários