Venezuelanos chegando ao Brasil após caminhar por trilhas clandestinas — Foto: Profissão Repórter
Por Profissão Repórter

A fronteira entre Brasil e Venezuela está fechada por causa da pandemia de Covid. Mesmo assim, o fluxo de venezuelanos entrando no país ainda é muito grande. A equipe do “Profissão Repórter” flagrou a entrada de vários deles através de trilhas clandestinas, as chamadas “trochas”. Coiotes são os responsáveis por conduzi-los e, segundo um dos próprios atravessadores, o caminho é “muito perigoso”.

_______________________

“Estou buscando futuro para o meu filho”, disse um dos venezuelanos que foi filmado fazendo a travessia.

_______________________

A polícia de Roraima patrulha a fronteira, mas não pode impedir a entrada. Em determinado momento, nossa equipe registrou a troca de informações entre PMs brasileiros e soldados venezuelanos que disseram estar controlando as trilhas, mas que estavam permitindo que algumas pessoas continuassem seu caminho apenas para fazer compras, porque o país está sem insumos.

Esta situação de venezuelanos que vêm ao Brasil apenas para comprar algo e voltam para suas casas também foi registrada pelo “Profissão”. A polícia abordou dois senhores que levavam gasolina nas costas e foram parados para revista, mas logo liberados porque não portavam nada ilegal. O comandante da PM contou que isso é comum e que eles caminhariam pelo menos mais duas horas até chegar à próxima comunidade.

“Isso é um sacrifício que estamos fazendo por causa do governo da Venezuela. Estamos trabalhando para poder comer, para ter algo no estômago”, afirmou um deles antes de seguir seu caminho.

Venezuelanos voltam para casa após entrar no Brasil apenas para comprar combustível e voltar com galão nas costas — Foto: Profissão Repórter

Comentários