A deputada Vanda Milani(Solidariedade)-juntamente com o governador Gladson Cameli e integrantes da bancada federal no Congresso Nacional- participou da entrega ,esta quarta-feira,5,ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, do projeto denominado Igarapé Vivo, uma obra de revitalização  que vai reduzir a vulnerabilidade das comunidades ribeirinhas situadas ao longo do Igarapé São Francisco, em Rio Branco. Vanda Milani-juntamente com o senador Márcio Bittar (MDB)-foi uma das grandes idealizadoras e defensoras  do projeto de despoluição do igarapé orçado num total de  R$ 204 milhões(R$ 20 milhões de contrapartida do Governo do Estado e o restante assegurado pelo Ministério do Meio Ambiente e força-tarefa dos governadores).

Com 25 quilômetros de extensão dentro da área urbana de Rio Branco, o Igarapé São Francisco  percorre 18 bairros da capital. Uma vez concluído, lembrou a deputada, o projeto Igarapé Vivo deverá beneficiar 60 mil ribeirinhos que vivem ao longo do córrego, garantindo vantagens diretas a cerca de 100 mil pessoas como despoluição, tratamento de esgotos(com a ampliação da ETE do São Francisco),contenção das áreas de assoreamento, prevenção de alagação, construção de pontes para pedestres, retirada de resíduos sólidos, criação de parque botânico, e diminuição de impactos sócio-ambientais com a consequente preservação do meio ambiente urbano. “A revitalização do São Francisco é um anseio de toda a sociedade rio-branquense.É o maior projeto ambiental realizado nos últimos anos”, acrescentou a parlamentar.

Estamos liderando o combate aos efeitos negativos provocados pela ocupação populacional desordenada de décadas ao longo do São Francisco, assegurando ainda  conservação e preservação dos mananciais  ”, enfatizou Israel Milani, secretário de Estado do Meio Ambiente e um dos  responsáveis diretos pelo projeto. Segundo ele, a revitalização do São Francisco ,em conformidade com a Política Nacional de Meio Ambiente, vai proporcionar ao cidadão de Rio Branco uma maior qualidade de vida, contribuindo para uma efetiva integração da sociedade da capital acreana com seu meio ambiente através da melhoria de condições de vida ambiental que a revitalização do São Francisco vai proporcionar.

Obras.

Com a conclusão das obras de revitalização do São Francisco, acrescentou Vanda Milani, ficará assegurada a devolução do curso de água em condições ambientais corretas para a população de Rio Branco, contribuindo decisivamente para a melhor qualidade de água da bacia do rio Acre. “O que resultará numa maior responsabilidade e envolvimento da população na manutenção da qualidade das águas do igarapé que deverá, inclusive, recuperar o povoamento das espécies de peixes outrora existente ao longo de seu curso. As obras deverão ainda gerar emprego e renda alavancando o setor da construção civil, numa associação de preservação ambiental e estímulo à atividade econômica local ”, concluiu a deputada.

Comentários