Lutador prestigia evento de MMA no Acre, diz que segunda luta no Ultimate deve ser em fevereiro e quer apoio dos conterrâneos. Na estreia, ele venceu Lula por pontos

Francimar Bodão, da Nova União, lutador de MMA do Acre (Foto: João Paulo Maia)
Francimar Bodão, da Nova União, lutador de MMA do Acre (Foto: João Paulo Maia)

G1/Ac

O lutador Francimar Bodão, que foi uma das atrações fora do octógono no WAR Fight Combat, em Rio Branco (AC), discursou durante o evento, falou sobre a próxima luta, a segunda no no UFC, e pediu a torcida dos acreanos. O WAR Fight foi realizado no último sábado (30), no ginásio do Sesi, e contou com a participação de atletas do Brasil, Paraguai e Venezuela.

– No fim de fevereiro talvez eu volte a lutar no UFC. Ainda não sei a data certa, mas espero que vocês orem e torçam por mim. Vou levar mais uma vez a bandeira do Acre para o lugar mais alto – garantiu o lutador, contando com a vibração do público.

Acreano do município de Xapuri, Francimar Bodão não teve um início fácil de carreira e, por isso, conhece as dificuldades que os atletas da região passam. O lutador também pediu mais apoio ao MMA.

– Espero que a gente tenha mais torneios de MMA. Quatro ou cinco por ano é o suficiente e tenho certeza que teremos mais um , dois ou mais Bodão do Acre no UFC – finalizou.

Além de Bodão, os lutadores Renan Barão e Ronny Markes também prestigiaram o evento na capital acreana.

Comentários