Conecte-se conosco





Flash

Três são detidos na BR-317 com caminhonete furtada do pátio da polícia em Cobija

Publicado

em

Um casal e uma adolescente estavam na caminhonete que foi recuperada durante fiscalização em Xapuri

Os detidos são brasileiros e foram encaminhados à Delegacia da Polícia Civil, em Xapuri, com vários pertences, incluindo telefones celulares, joias, bolsas, cartões de crédito e quase R$ 2 mil em espécie.

Na manhã de ontem quarta-feira (21), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou a apreensão de uma caminhonete que fora furtada do pátio da polícia boliviana.

A ação, que contou com apoio da Polícia Civil do Acre e do Grupo Especial de Fronteira (GEFRON), aconteceu no km 237 da BR-317, na Unidade Operacional (UOP02), no município de Xapuri, interior do Acre.

Por volta de 11h20min, uma equipe da PRF estava realizando fiscalizações quando abordou uma caminhonete emplacada na capital acreana. No veículo estavam um casal e uma adolescente.

______________________

Durante a entrevista policial, os viajantes apresentaram nervosismo e respostas controversas para as perguntas formuladas pelos policiais.

______________________

Através de informações obtidas junto à Polícia Civil, em Brasileia (AC), os PRFs confirmaram que o veículo havia sido furtado do pátio da polícia, na cidade de Cobija (Bolívia), no dia anterior. O motivo da apreensão no país vizinho ocorreu por envolvimento em ocorrência de tráfico de drogas.

O homem, de 26 anos de idade, e a mulher, de 32 anos, foram presos e a adolescente, de 17 anos, apreendida. No exato momento, uma equipe do GEFRON parou para dar apoio à PRF.

Os detidos são brasileiros e foram encaminhados à Delegacia da Polícia Civil, em Xapuri, com vários pertences, incluindo telefones celulares, joias, bolsas, cartões de crédito e quase R$ 2 mil em espécie. A caminhonete foi recuperada e será restituída à polícia estrangeira para as devidas providências.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou a apreensão de uma caminhonete que fora furtada do pátio da polícia boliviana na cidade de Cobija – Foto: arquivo e ilustrativa. 

Comentários

Em alta