40 pessoas estão sob vigilância no município de Santa Cruz, em San Carlos, onde chegou a mulher de 65 anos da Itália. 

Página Siete

O diretor do Serviço Departamental de Saúde (Sede) de Santa Cruz, Marcelo Ríos, confirmou ontem à noite o segundo caso de coronavírus naquele departamento, que leva a três dos pacientes afetados pelo Covid-19 no país.

Segundo a sede, é um jovem de mais de 20 anos que chegou ao país no domingo em um voo de Miami, Estados Unidos, e que já esteve em vários países da Europa. Até o fechamento desta edição, eram esperados mais detalhes do caso.

Por outro lado, as autoridades do departamento de Santa Cruz informaram que estão procurando os passageiros do avião em que viajou a primeira pessoa infectada com coronavírus. Além disso, 40 pessoas estão sob vigilância no município de Santa Cruz, em San Carlos, onde chegou a mulher de 65 anos da Itália.

“Temos a lista do avião (no qual foi transferido), mas infelizmente encontramos uma dificuldade: eles não têm o número de telefone dos passageiros. Agora eles estão procurando, através das cédulas, algumas referências para fazer o acompanhamento correspondente “, disse ontem o chefe de Epidemiologia da Sede de Santa Cruz, Roberto Torrez.

O ministro da Saúde, Aníbal Cruz, confirmou os três casos de coronavírus na Bolívia, confirmados em San Carlos (Santa Cruz) e em Oruro.

Depois que a paciente retornou à sua cidade, San Carlos, há pelo menos 40 pessoas daquele município que estão sob vigilância. “Fazemos um monitoramento constante”, explicou o especialista.

Em Beni, o diretor dos Espaços, Carlos Reyes, relatou que um professor universitário estava isolado porque estava em contato com a primeira paciente que apresentou resultado positivo para Covid-19 em Santa Cruz. “Ela e sua família estavam isoladas, além dos alunos e dos sete professores que tiveram contato com ela. Eles estarão em observação por 15 dias ”, explicou.

Comentários