DSC_1149

A deputada estadual Eliane Sinhasique (PMDB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), na manhã desta terça-feira (15), para demonstrar sua insatisfação com o Projeto de Lei que altera a Lei 2731, modificando o sistema de transporte rodoviário intermunicipal de passageiros do Estado do Acre.

Para a parlamentar, o Projeto serve apenas para legalizar o que já vem sendo feito que é o Transporte Rodoviário Intermunicipal com ônibus coletivos urbanos. “Nós não podemos aceitar que o transporte intermunicipal seja feito com ônibus urbanos como vem acontecendo. E a lei vem aqui claramente dizer que é desse jeito que tem que ficar”.

Com fotos, Sinhasique contestou a afirmação da Agência Estadual Reguladora de Serviços Públicos (Ageac) de que o transporte é feito com ônibus rodoviários e mostrou que os passageiros dividem espaço com a bagagem. “Os passageiros carregam cachos de banana e outros, pagando por esse serviço, sem que esses ônibus tenham sequer bagageiro”.

Bagagens com menos de 50kg custam R$2 e bagagens acima desse preço R$3. O valor da passagem varia: de Rio Branco até o km 15, é R$4; até a Vila do Incra é R$6, até a Vila do V é R$7, até o Ramal do Açaí é R$7,50 e até Porto Acre é R$8,50.

A deputada afirma que a Lei não contempla a população que precisa de transporte adequado para a sua necessidade e pede que o Projeto seja retirado de pauta para que seja refeito.

“O Projeto está lotado de irregularidades. Peço que a agência reguladora retire esse PL de pauta, porque são tantos absurdos colocados nessa lei que a gente vai precisar retirar e refazer”, declarou.

Comentários