Conecte-se conosco





Flash

Rodrigo Pires pede união dos poderes para implementação de Polícia Rural no Acre

Publicado

em

Os crimes mais comuns na zona rural são furtos de animais, maquinários agrícolas, caminhonetes, inclusive com uso de violência contra as famílias, além de ataques de facções criminosas

Rodrigo Pires, fundador do Fórum Acre 2050, encaminha ofício ao governador Gladson Cameli, senadores, deputados federais e estaduais e pede união para implementação imediata da Polícia Rural para proteger mais de 30 mil produtores rurais no Acre

Sandro de Brito

Tendo em vista os frequentes assaltos a veículos utilitários dos produtores rurais acreanos e também a suas propriedades, Rodrigo Pires, fundador do Fórum Acre 2050, encaminha ofício ao governador Gladson Cameli, senadores, deputados federais e estaduais e pede união para implementação imediata da Polícia Rural para proteger mais de 30 mil produtores rurais no Acre, que estão com bens e propriedade ameaçados.

O projeto Batalhão de Polícia Rural é uma proposta da parlamentar Mara Rocha, que visa desarticular as quadrilhas que agem no campo, e já é uma realidade em outros estados.

Baseia-se na experiência do estado de Goiás, que tornou-se referência em todo o Brasil no combate a criminalidade na zona rural.

Lá, esse batalhão conta com Centro de Comando e Controle Rural que monitora em tempo real as fazendas e viaturas da patrulha, possibilitando maior agilidade no trabalho através de georreferenciamento.

Os crimes mais comuns na zona rural são furtos de animais, maquinários agrícolas, caminhonetes, inclusive com uso de violência contra as famílias, além de ataques de facções criminosas. Com a Base Integrada de Segurança Pública, cerca de 30 mil pessoas que residem ao longo da Transacreana serão beneficiadas com o serviço de policiamento.

Em vídeo postado em suas redes sociais, o empresário Rodrigo Pires ainda menciona o furto recente de 3 caminhonetes de produtores rurais na cidade de Rio Branco, e declara urgente a ação de uma polícia especializada e específica para proteger quem gera renda no estado do Acre.

Comentários

Em alta