O presidente nacional do PTB, o ex-deputado federal Roberto Jefferson participou de um ato político na noite desta quinta-feira (29), no auditório da Fecomércio, em Rio Branco. Durante o evento o dirigente partidário empossou a empresária Charlene Lima como presidente regional no Acre e apresentou os novos membros da comissão provisória do partido que passa a integrar o bloco de oposição ao PT no Estado.

Roberto Jefferson disse que o PTB está dando uma nova largada no Acre. “É uma nova prova, uma nova competição, um novo momento do partido. Fomos no passado muito grandes no Acre e voltaremos a ser. Eu confio muito na Charlene”, diz o ex-deputado, ao afirmar que “gamou” na publicitária e na jornalista Wania Pinheiro, e acredita que as duas conduzirão o PTB a um novo ciclo de crescimento e representatividade.

O ex-deputado que denunciou o mensalão informa que conheceu as novas dirigentes do PT através do ex-deputado Márcio Bittar (PSDB), quando recebeu informações que as novas dirigentes de seu partido no Acre seriam empresárias. “Hoje a política não se faz mais com amadorismo, o político tem que conhecer gestão particular, privada e pública, e a Charlene conhece profundamente isso”, afirma Roberto Jefferson.

Jefferson acredita que a oposição acreana está forte e unida, pronta para enfrentar o PT numa disputa e sair vitoriosa, mas avisa que o bloco não pode sair dividido. “Quem tem juízo não pode menosprezar. A história de vitórias do adversário é muito grande, nós não podemos dividir. Para vencer tem que ter unidade, as vaidades se afastam, as vontades se afastam para que tenhamos unidade e possamos virar o jogo”.

Após ser empossada, Charlene Lima falou dos motivos que a levaram a entrar na política. “Eu fui diagnosticada com câncer em 2013. Desde este momento que eu senti uma vontade de estar mais próxima das pessoas, de fazer algo de bom pelas pessoas e só através da política que se muda uma cidade e até o país. A política é a ferramenta para que eu possa ajudar quem precisa atenção e auxílio”, enfatiza.

A empresária firma que o PTB passa a ser casa e está disposta a “rodar todo o Acre fazendo o chamamento para aquelas pessoas que apenas assistem os problemas na TV e criticam os políticos para entrar na luta para mudar a direção da política. É hora de tomar partido. Minha gente, não adianta ficar de braços cruzados. Vamos fazer no muito no Estado e em especial em Sena Madureira”, enfatiza Charlene.

O tucano Márcio Bittar lembrou que Charlene Lima e Wania Pinheiro estariam assumindo “um partido que tem uma das histórias mais longas no país”. Bittar informou que o PTB vai integrar um bloco com PPS e Solidariedade, partidos que buscam eleger deputados estaduais e federais nas eleições do ano que vem. O novo bloco vai apoiar o nome de Bittar como um dos candidatos ao Senado pela oposição.

Durante o evento político, o PTB entregou uma placa ao deputado federal Flaviano Melo (PMDB), homenageando Raimundo Melo, um dos fundadores do partido no Acre. Participaram da posse do diretório provisório do PTB, os dirigentes de Solidariedade, PPS e PMDB, além de militantes e simpatizantes da legenda comandada em nível nacional pelo ex-deputado Roberto Jefferson.

Comentários