Gladson Cameli recebeu representantes do Sindicato dos Urbanitários - Foto: Assessoria
Gladson Cameli recebeu representantes do Sindicato dos Urbanitários – Foto: Assessoria

Da assessoria

Disposto a contribuir com o crescimento das categorias que priorizam o bem estar da população, o deputado federal Gladson Cameli (PP-AC), recebeu na manhã desta segunda-feira (23) membros da diretoria do Sindicato dos Urbanitários, em Rio Branco.

A categoria foi informada, através da mídia nacional, sobre a possibilidade de alienação das seis distribuidoras da Eletrobrás, que inclui a Eletrobrás Distribuição Acre, sendo que o desfecho dependerá da aprovação do Governo Federal, acionista controlador das empresas.

Durante a conversa com o parlamentar, a diretoria solicitou a intermediação de uma audiência com o ministro de Minas e Energia, Edson Lobão, para evitar impactos negativos para os trabalhadores do setor elétrico e ainda a piora dos serviços distribuídos a sociedade.

O presidente do Sindicato dos Urbanitários, Fernando Barbosa, também questionou o fato de não haver definição do Governo Federal sobre a instalação do linhão de transmissão para a região do Vale do Juruá, o que segue comprometendo o serviço oferecido na região devido ao alto custo de seu funcionamento e suas consequências para o meio ambiente.

Gladson Cameli agradeceu a confiança da categoria pelo trabalho desenvolvido por ele como representante da população, e se colocou a disposição para intermediar a audiência com o Ministério de Minas e Energia e solicitar apoio dos colegas de bancada para a causa, lembrando sua luta contra o abuso nas tarifas de energia elétrica e o péssimo serviço prestado a população acreana.

“Sempre atuei na luta pelos direitos dos trabalhadores e consumidores do nosso estado, e entendo que o setor elétrico requer uma atenção diferenciada por se tratar de um serviço essencial para o funcionamento e o desenvolvimento de qualquer região”, disse Gladson Cameli, que trouxe ao Acre, em 2008 , a CPI da Energia Elétrica com o objetivo de investigar os abusos cometidos contra os consumidores pelo setor.

Comentários