Ressaca pós-protestos deixa rastro de destruição em vários estados da Bolívia

Horas após os resultados das eleições na Bolívia ocorrido nesta segunda-feira, dia 21, as autoridades dos estados estão realizando o levantamento dos prejuízos deixados pelos opositores que não concordam e denunciam fraudes pelo País.

Na cidade de Cobija, capital do estado de Pando, a noite foi marcada por invasões ao prédio da Corte Eleitoral do Estado, onde foi parcialmente incendiado, além de duas caminhonetes, equipamentos eletrônicos e móveis foram queimados.

Segundo o presidente da Corte de Pando, René Guachallia, os protestos começaram pela tarde após as 16 horas, mas, a noite descambou para a violência e chegaram a invadir o prédio da Corte Eleitoral incendiando parte dos equipamentos eletrônicos, móveis e dois veículos.

Foi necessário a intervenção da Polícia Nacional Boliviana, onde usou gás lacrimogênio para dispensar a população que estava exaltada. Outros protestos violentos também aconteceram em outros estados do país e vários vídeos mostrando urnas sendo localizadas em estabelecimentos e sendo transportados em veículos particulares.

A tensão em todo o País é visível, as autoridades pedem que evitem locais com muita aglomeração. Na cidade de Cobija, existe uma preocupação de que possa acontecer mais protestos no decorrer do dia.

Comentários