Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Acre (SSPAC), o radialista já vinha sendo investigado por furto e adulterações de placas.

O Radialista foi encaminhado à Delegacia de Flagrantes (Defla) e confessou o crime. Na Delegacia o acusado foi reconhecido por uma das vítimas, o proprietário de outra moto, que também foi furtada no pátio do hospital.

Após intensa investigação, a Polícia conseguiu prender o radialista Francisco Hélcio Gadelha Alencar, que responde pela alcunha de “Cachorrão”. A prisão em flagrante ocorreu ontem (07) no pátio da Fundação Hospital do Estado do Acre (Fundhacre). Cachorrão tem 42 anos e é conhecido por usar o bordão “Radialista do Povo”.

Hélcio Gadelha recebeu voz de prisão, no pátio da unidade hospitalar, pela Polícia Militar. Ele estava com duas chaves mestras. Mais segundo a Secretaria de Segurança Pública do Acre (SSPAC), o radialista já vinha sendo investigado por furto e adulterações de placas.

Na Delegacia de Flagrantes (DEFLA), ele teria confessado o crime durante interrogatório. O acusado foi reconhecido como autor do furto de outra motocicleta, de placa JXS 5847, também do Pátio da Fundação Hospitalar. A polícia não deu mais detalhes do caso.

CACHORRÃO E A POLÍTICA

Nas eleições de 2018, o acusado foi candidato a deputado estadual e preso pela Polícia Federal (PF) acusado de comprar votos. Ele não conseguiu se eleger.

Francisco Hélcio Gadelha Alencar, de 42 anos, mais conhecido como “Cachorrão”, foi preso tentando furtar uma motocicleta no Pátio da Fundação Hospitalar, localizada na Via Verde, em Rio Branco.

Comentários