No vídeo, fraudado, Lula aparece pedindo votos para Marina Silva, do PSB.
Ações dos partidos pedem que o Google retire o vídeo do YouTube.

Do G1

O PT e o PSB entraram com ações no Tribunal Superior Eleitoral para que o Google, responsável pelo YouTube, tire do ar vídeo adulterado em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva manifesta suposto apoio à candidata Marina Silva na eleição presidencial. O PT publicou no site da campanha de Dilma Rousseff que Lula apoia exclusivamente a presidente.

No vídeo original, de 30 segundos, Lula manifesta apoio à candidata do PT ao Senado em Goiás, Marina Santana. A edição que está disponível no YouTube apresenta a cena, no início e no fim da gravação, com o nome de Marina Silva e de seu candidato a vice, Beto Albuquerque, além do logo da campanha da chapa do PSB (veja as imagens ao final desta reportagem).

Na ação, o PT justifica o pedido de retirada do ar alegando que o vídeo “é capaz de exercer influência perante o eleitorado”. As duas ações, tanto do PT como do PSB, foram distribuídas a ministros do TSE que ainda não proferiram decisão sobre o tema. Os partidos também querem que sejam identificados os autores do vídeo.

Nesta quinta (28), o presidente do PT, Rui Falcão, já havia dito que o partido pediu também diretamente ao Google para que retirasse a peça do ar. Por meio de nota, a empresa informou que “se o partido fez uma notificação por meio da ferramenta de denúncia do YouTube, o que é o procedimento correto, a mesma deve estar sob análise. Se for detectada alguma violação das políticas do produto, o vídeo pode ser removido. Caso não seja, a parte pode buscar ordem judicial que, se deferida, será atendida no prazo legal”.

O PSB também já havia se manifestado sobre o vídeo. “A coligação repudia o uso indevido da imagem de sua candidata e da marca da aliança. Expediente dessa ordem contraria os princípios éticos que caracterizam a candidata Marina Silva e os partidos que integram nossa coligação, empenhados em uma campanha eleitoral republicada e propositiva”, informou a nota.

Cena do vídeo em que o ex-presidente Lula declara apoio à candidata ao Senado pelo PT de Goiás, Marina Santana (Foto: Reprodução/YouTube)
Cena do vídeo em que o ex-presidente Lula declara apoio à candidata ao Senado pelo PT de Goiás,
Marina Santana (Foto: Reprodução/YouTube)

Comentários