Hospital de campanha

Ouça áudio.

Pesquisa realizada pela  Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) constatou a variação no preços de insumos e equipamentos médicos utilizados no enfrentamento à Covid-19 que chega a quase 500%. A maior discrepância de valores foi verificada na aquisição dos testes rápidos de anticorpos que alcançou 492%.

Já entre os ventiladores pulmonares, a variação de preço chegou a quase 200%. Fábio Nogueira, presidente da associação, afirma que boa parte das diferenças de preços encontradas no estudo fogem aos padrões. Diante disso, ele defende o aprofundamento de auditorias e de explicações por parte do Poder Público.

Diversos gestores públicos ao redor do país, incluindo governadores, são investigados por conta de supostos superfaturamentos de produtos relacionados à pandemia.

Comentários