Bento destacou que número de desempregados no Acre pode chegar a mais de 150 mil

SAIMO MARTINS

O presidente da Associação Comercial do Acre (Acisa), Celestino Bento, declarou em suas redes sociais que tem ouvido de diversos empresários do Acre que eles preferem a reabertura do comércio, mesmo com riscos do coronavírus, do que ter de fechar as portas e morrerem de fome.

“O que mais tenho ouvido: entre o medo do coronavírus e a fome, preferem morrer de coronavírus”, declarou.

Celestino negou que a ideia da carreata tenha sido de sua autoria, mas sim de mais de 400 empresários insatisfeitos com a situação causada pelo decreto do governo.

Bento encerrou sua postagem nas redes sociais afirmando que o número de desempregados pode chegar a mais de 150 mil pessoas no Acre.

Comentários