Os moradores de Brasiléia e região terão a oportunidade de adquirir peixe fresco direto do produtor por meio da Feira do Peixe 2018. A abertura do evento foi realizada na manhã desta quarta-feira (28), na feira Maria Florêncio.

A feira estará sendo realizada nos dias 28, 29 e 30 de março, sempre das 8h às 18 horas e tem entrada gratuita. Além da venda de peixes, tem praça de alimentação, comidas típicas, artesanatos, vendas de ovos de chocolates e apresentação culturais.

O evento é uma forma de estimular os piscicultores da região como relata o secretário municipal de Agricultura, Antônio Francisco. “Está é a segunda edição da feira do peixe que a prefeitura de Brasileia participa diretamente, proporcionando aos feirantes, produtores e criadores de pescados uma melhor infraestrutura para que eles possam vender seus produtos. A nossa expectativa, é que através dessa feira possamos fomentar a economia do município criando oportunidade para que os expositores vendam seus produtos. É importante destacar também que apesar de toda a crise que o nosso país passa, a gestão da prefeita Fernanda tem buscado soluções com muita criatividade para fomentar a economia do nosso município”, falou Antônio.

Os peixes ofertados a grande maioria são criados em tanques de piscicultura, todos de Brasileia. Como os comercializados por Francisco Souza.

“A minha expectativa é que eu venda na base de 2 mil quilos de peixe durante os três dias de feira. E fico muito feliz pelo incentivo que a Prefeitura, juntamente com o Sebrae e a Cooperativa tem dado para nós criadores de peixes, com uma ótima infraestrutura, facilitando a logística de escoamento da nossa produção até o local das vendas”, informou Francisco.

A Prefeitura de Brasileia estima que sejam recebidos 3 mil visitantes na feira e comercializadas aproximadamente 25 toneladas de pescado superando a quantidade do ano de 2017 que foram 20 toneladas.

“Essa é a segunda edição da feira do peixe que a nossa gestão apoia, quero fazer aqui um reconhecimento a quem lá atrás lutou para que isso fosse possível, as cooperativas os sindicatos dos trabalhadores rurais, Sebrae e Prefeitura. Nós entendemos que é necessário valorizar a agricultura local que é um crescente na nossa região, a Feira do Peixe movimenta muito bem isso. É notório a dedicação dos 32 expositores através da qualidade dos peixes, higiene, organização dos criadores e agricultores e sobre tudo ao preço” finalizou Fernanda Hassem, prefeita de Brasileia.

Comentários