Everaldo afirma que sua gestão vem se reunindo com todos os seguimentos da sociedade, principalmente da zona rural que já foi contemplada com quase 200 km de ramais e realizando atendimentos em diversas áreas por meio do Programa Cidadania Itinerante

WILIANDRO DERZE, assessoria PMB

O prefeito de Brasiléia Everaldo Gomes espera com tranquilidade o suposto movimento de representantes das associações ligadas a Reserva Chico Mendes na frente da prefeitura na manhã desta terça-feira, 16. Só não ver motivos para a manifestação ser contra a atual gestão do município.

Depois de ocuparem a sede do Incra em Brasiléia nessa segunda-feira, 15, alguns dos representantes disseram que iriam fazer o manifesto na prefeitura, alegando que estavam abandonados pelo Poder Público.

De acordo com o prefeito Everaldo Gomes as manifestações é uma forma democrática das pessoas e classes se expressarem, mas alertou que não entende os motivos do manifesto acontecer em frente à prefeitura de Brasiléia. “Estamos com o cronograma que contempla vários ramais que dão acesso a Reserva Chico Mendes.

Prefeito de Brasiléia, Everaldo Gomes - Foto: Arquivo
Prefeito de Brasiléia, Everaldo Gomes – Foto: Arquivo

Segundo Everaldo Gomes, se os moradores da Reserva estão se sentindo abandonados como foi divulgado nos veículos de comunicação, não é pela prefeitura. E acrescentou ainda, que todo o trabalho de ouvir os produtores, seringueiros e extrativistas até hoje está sendo feito em cada comunidade da zona rural.

“Não quero pensar que esse movimento é organizado por pessoas que estão com intuito de fazer politicagem. Não vou aceitar esse tipo de armação. Temos trabalhado muito para garantir a inclusão de vários ramais em nossos trabalhos de melhorias e apoio ao produtor, seringueiro e todos que vivem da nossa floresta. Estamos afrente da prefeitura de Brasiléia a pouco mais de seis meses e fizemos ações que antigas gestões não fizeram em 12 anos. Então vamos analisar se esse movimento é justo com nossa gestão que tem se pautado pelo diálogo e respeito a todos, principalmente os moradores da zona rural”, desabafou o prefeito.

Everaldo completou ainda, dizendo que em gestões passadas os manifestantes que “lideram” o movimento hoje, estavam caladinhos dizendo amém na antiga gestão que deixou os ramais abandonados e sem as condições mínimas de trafegabilidade. “Fomos nós que arregaçamos as mangas e saímos do discurso para garantir os trabalhos que estão sendo executados em quase 200 km de ramais” argumentou.

Sem receio de receber os manifestantes em frente à prefeitura, Everaldo destaca que a afirmação de alguns líderes em dizer que estão abandonados dentro da Reserva Chico Mendes não com diz com a verdade, quando a responsabilidade se trata do município.

“Em menos de seis meses de administração realizamos O Programa Cidadania Itinerante no km 84, lá dentro da Reserva Chico Mendes, onde atendemos mais de 600 pessoas. Levamos três médicos, enfermeiros, medicamentos, além de realizarmos outros vários serviços como cadastro do bolsa família, orientação psicossocial, retirada de carteira de trabalho, recreação com as crianças e competições esportivas entre outros serviços. Isso mostra que não temos deixado principalmente essas comunidades mais distantes abandonas. Só queremos que os manifestantes induzidos pelas lideranças que ficaram 12 anos calados, mesmo havendo tantos erros e desmandos em tempos passados, avalie se é certo criticar e fazer manifesto nesse momento que vivemos, aonde estamos dando a atenção que a população em todos as regiões de Brasiléia precisa”, ressaltou Everaldo Gomes.

Caso o manifesto seja realizado o prefeito estará pronto para receber uma comissão de representantes para debater as possíveis reivindicações dos seringueiros, extrativistas e pequenos produtores. E lembra que os maquinários da prefeitura não podem entrar na reserva para abrir ramais sem a autorização do CMBIO. O órgão que legaliza e autoriza as ações dentro da Reserva Chico Mendes.

Ramais de acesso a Reserva Chico Mendes que serão contemplados pela prefeitura:

KM 5 – Ramal Filipinas

Ramal da Esperança

Ramal do 13

Ramal do 18 e Ramal do 19

Ramal do 52

Ramal do 59

Ramal do 75

Matéria relacionada:

Colonos invadem sede do INCRA em Brasiléia por tempo indeterminado

Comentários