Por Débora Ribeiro

Ano de eleição é sinônimo de ano conturbado. Com o processo eleitoral em jogo, regras são estipuladas para garantir a transparência e igualdade da disputa. Em 2020, teremos eleições para prefeito e vereadores.

Para tentar garantir que não ocorra o uso da máquina pública por parte de algum cargo comissionado que seja pré-candidato, o governador Gladson Cameli determinou que quem for pré-candidato a prefeito ou vereador deve pedir exoneração do cargo.

Na regra, qualquer servidor comissionado deve se afastar da função com antecedência mínima de três meses do dia da eleição, que neste caso, será 4 de julho. Mesmo prazo vale para os secretários.

A princípio, o prazo estipulado pelo governador para que os cargos comissionados que pretendem disputar as eleições deste ano entreguem o pedido de exoneração, é de 72 horas após o término do carnaval.

A medida, que visa assegurar que o cargo comissionado não exerça nenhum tipo de influência durante a campanha e que a disputa ocorra em condições de igualdade, já conquistou a simpatia de muitos eleitores.

Comentários