O policial civil, que estaria com forte odor de bebida alcoólica, mas se recusou a fazer o Teste do Bafômetro e recebeu voz de prisão

ITHAMAR SOUZA, CONTILNET

Um policial civil foi preso na tarde de domingo (15) após conduzir um carro sob influência de álcool e atropelar duas pessoas em frente ao quartel da Polícia Militar, na Avenida Antônio Frota, no centro de Tarauacá.

Segundo informações a reportagem, ele conduzia um veículo modelo Gol, quando tentou ultrapassar uma motocicleta modelo Bros, mas acabou atingindo a lateral esquerda da moto e, em seguida, fugiu do local.

O condutor da moto e outra pessoa que estava na garupa ficaram feridos e foram levados ao hospital de Tarauacá por uma guarnição do Corpo de Bombeiros, em estado de saúde grave. O garupa quebrou a perna, já o condutor está com suspeita de lesão cervical.

Policial civil foi preso na tarde de domingo (15) após conduzir um carro sob influência de álcool e atropelar duas pessoas em frente ao quartel da Polícia Militar, na Avenida Antônio Frota, no centro de Tarauacá.

Após o acidente, uma viatura da PM fez o acompanhamento do carro do policial e deu ordem de parada ao condutor, que não obedeceu ao ato de abordagem e parou somente ao chegar em sua residência. Pereira saiu do veículo e, de forma alterada, distratou e ameaçou prender os militares que fizeram o acompanhamento até o local.

Ainda segundo informações, delegado Kleber Gnatta foi comunicado sobre o ocorrido e foi até a residência de Pereira com outros dois agentes da PC. No local foi encontrada e apreendida uma lata de cerveja. Também foi constatado que o policial estava com forte odor de bebida alcoólica.

O policial civil se recusou a fazer o Teste do Bafômetro e recebeu voz de prisão. Ele foi conduzido à delegacia, para a realização dos procedimentos cabíveis.

Comentários