Tiago e Adriano foram presos na região de Brasileia e Epitaciolândia/Foto: cedida

Delegado afirma que a dupla roubava veículos e os trocava por drogas na Bolívia

Um trabalho de investigação feito pela Polícia Civil na região do Alto Acre, na fronteira com a Bolívia, resultou na prisão de dois homens que agiam a mando de uma facção criminosa. Adriano Pereira de Castro e Tiago Zeferino Pereira são acusados de praticar roubos de veículos na região com o intuito de trocá-los por drogas no lado boliviano.

O delegado responsável pelo caso, Luís Tonini, disse à reportagem do Diário do Acre que um dos homens é natural do município de Acrelândia, mas que após ser beneficiado com o regime de progressão de pena, cortou a tornozeleira eletrônica e fugiu para o Alto Acre. Ele fora condenado por homicídio e tentativa de homicídio.

Adriano e Tiago, de acordo com Tonini, teriam recebido determinação de um grupo criminoso para atuar na região de fronteira. A ‘especialidade’ de ambos eram os assaltos a proprietários de veículos automotores e tráfico internacional de drogas.

Os dois serão encaminhados ao presídio da capital, onde ficarão à disposição da justiça.

Com Diário do Acre

Comentários