Foram cumpridos 08 mandados de busca e apreensão na cidade de Rio Branco

A Polícia Federal apresentou na manhã desta quinta-feira (06) o resultado da operação “Coré”, deflagrada nas primeiras horas da manhã em várias partes de Rio Branco.

O objetivo era o combate à pornografia infantil. Durante as investigações foram rastreados arquivos contendo cenas de abusos de crianças, adolescentes e até de bebês com menos de 3 anos de idade.

Ao todo foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão que resultaram em oito pessoas presas, uma delas, pelo posse irregular de arma de fogo, as demais, pela publicação ou compartilhamento de imagens pornograficas.

Os crimes de pornografia infantil na internet são caracterizados por possuir, armazenar ou transmitir por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornografia envolvendo criança ou adolescente.

O nome da operação fez referência a deusa grega Coré que representava o feminino infantil, a inocência e juventude. Coré foi raptada por seu tio Hades com consentimento de seu pai, Zeus, e levada ao seu reino (o mundo dos mortos) onde tornou-se sua esposa e passou a se chamar Perséfone.

O nome Coré, que se refere a imagem arquetípica do feminino infantil que se transforma de forma forçada em mulher, faz alusão as vítimas de abuso que aparecem nos vídeos compartilhados, crianças e adolescentes que perdem sua infância e inocência sofrendo abusos muitas vezes de seus próprios familiares ou com consentimento desses.

Comentários