fbpx
Conecte-se conosco

Geral

Polícia Federal apreende 163 quilos de cocaína no município de Santo Antônio do Içá

Publicado

em

A droga estava sob posse de três mulheres e um homem, identificados no local, que escondiam o entorpecente no teto do porão da embarcação. A cocaína estava fracionada em tabletes e revestidas por invólucro de plástico.

Um homem, identificados no local, que escondiam o entorpecente no teto do porão da embarcação. A cocaína estava fracionada em tabletes e revestidas por invólucro de plástico.

A Polícia Federal apreendeu, nesta quinta-feira (6/6), Uma apreensão tão significativa de 163 kg de cloridrato de cocaína durante uma fiscalização em uma embarcação comercial de passageiros, na Base Garateia da Polícia Federal em Santo Antônio do Içá/AM, é um golpe importante contra o tráfico de drogas.

Essa quantidade representativa de drogas retirada de circulação contribui significativamente para impedir a disseminação dessas substâncias ilícitas e proteger a população dos danos associados ao tráfico de drogas. Essa operação demonstra a eficácia e o compromisso das autoridades na luta contra o crime organizado.

Diante da situação, foi decretada a prisão em flagrante das quatro pessoas, por tráfico de drogas, que já estão à disposição da Justiça.

A descoberta da droga sob posse de três mulheres e um homem, escondida no teto do porão da embarcação, evidencia a importância do trabalho das autoridades no combate ao tráfico de entorpecentes. O fracionamento da cocaína em tabletes e seu revestimento em invólucros de plástico são táticas comuns utilizadas pelos traficantes para tentar evitar a detecção. Essa apreensão é crucial para desmantelar essas operações ilegais e proteger a sociedade dos danos causados pelo tráfico de drogas.

Diante da situação, foi decretada a prisão em flagrante das quatro pessoas, por tráfico de drogas, que já estão à disposição da Justiça. Além disso, foi aberta investigação policial para averiguação da procedência da droga.

Comentários

Continue lendo

Geral

Câmara aprova isenção do pagamento de crédito para agricultores gaúchos

Publicado

em

Por

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta o Projeto de Lei 1536/2024, dos integrantes da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), os deputados federais Zucco e Rodolfo Nogueira.

A proposta desobriga o pagamento das parcelas de financiamentos de custeio agropecuário subsidiados pela União, contratados no Rio Grande do Sul e com vencimento até 31 de dezembro de 2024.

Além disso, suspende por dois anos, a contar da entrada em vigor da nova norma legal, o pagamento das parcelas dos financiamentos de comercialização e de investimento rural.

De acordo com Zucco, as medidas de apoio são essenciais, especialmente em um momento delicado para o Rio Grande do Sul e para o Brasil. Para o parlamentar, a solidariedade é um ponto a se destacar do povo brasileiro e do setor agropecuário, que tem se unido para mitigar os impactos socioeconômicos sobre os mais vulneráveis.

“Os produtores rurais carregam o nosso país e fazem com que o setor agropecuário seja o principal motor econômico e social da nação. A medida permitirá que os produtores sigam na atividade agropecuária, viabilizando equilíbrio econômico e de produção em âmbito nacional para oferta de produtos e abastecimento do mercado interno”, ressaltou.

Zucco reforça que o povo gaúcho tem pressa e que os produtores precisam das condições necessárias para recuperar suas vidas. “Eles precisam continuar a fazer o que mais sabem, alimentar o Brasil, o mundo e gerar emprego e renda”, afirmou.

O deputado federal Rodolfo Nogueira lembra que as lavouras foram condenadas a prejuízos irrecuperáveis, sendo que em várias localidades as águas avançaram sobre a produção armazenada, carregando máquinas e equipamentos.

“Diante de toda a calamidade, faz-se necessária a ação tempestiva do Poder Público, de forma a mitigar danos e viabilizar a retomada da atividade produtiva. Nas cidades e no campo, vidas se perderam, o sofrimento da população é enorme, mas existe um recomeço. Essa aprovação é um exemplo”, finalizou Nogueira.

A matéria agora segue para apreciação do Senado Federal.

Fonte: Pensar Agro

Comentários

Continue lendo

Geral

“Playboy” é condenado por executar ex-presidiário no Conjunto Cidade do Povo

Publicado

em

O detento Altevir de Araújo da Silva, conhecido pela alcunha de “Playboy”, foi condenado a quase 70 anos de prisão por uma série de crimes.

Entre eles, a execução do presidiário Michel Francisco de Oliveira, conhecido como “DU’.

Michel Francisco de Oliveira, conhecido como “DU’ foi executado a tiros.

A decisão foi do Conselho de Sentença da 1ª Vara do Tribunal do Júri, durante sessão realizada nesta quinta-feira, 20, no Fórum Criminal

Pelos crimes de homicídio, dupla tentativa de assassinato, corrupção de menores, roubo e constrangimento ilegal mediante ameaça, “Playboy”, terá que cumprir 68 anos e 9 meses de prisão.

Consta na denúncia do Ministério Público do Acre, que os crimes ocorreram por volta das 13 horas, do dia sete de abril do ano passado, no Conjunto Habitacional Cidade do Povo.

Altevir de Araújo, um comparsa não identificado e um adolescente, invadiram a casa de número 37, na quadra 10 “D’.

Durante a ação executaram Michel Francisco e, balearam Gergleison da Silva França e Cleildson Quirino Lima. O trio ainda roubou o celular de uma pessoa que estava no imóvel e a manteve na mira de uma arma.

Na mesma decisão que condenou “Playboy”, o juiz Flávio Mariano Gundim, negou ao réu o direito de recorrer da sentença em liberdade.

Comentários

Continue lendo

Geral

Mais de R$ 5 milhões em dívidas de empreendedores são negociados no Acre

Publicado

em

O Desenrola Pequenos Negócios foi anunciado pelo Governo Federal em 22 de abril deste ano, dentro do projeto Acredita Brasil, e passou a ser operado pela rede bancária em maio.

Os números foram apresentados pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

O programa Desenrola Pequenos Negócios registrou um volume financeiro renegociado de R$5.513.273,00 de 93 contratos no Estado do Acre. São 97 potenciais clientes ao programa e a maioria já está com a negociação consolidada.

Ao nível nacional, são R$ 1,25 bilhão renegociados até 12 de junho. No total, cerca de 30,6 mil clientes foram beneficiados pela iniciativa e já renegociaram 39 mil contratos. Os números foram apresentados pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban). O Desenrola Pequenos Negócios foi anunciado pelo Governo Federal em 22 de abril deste ano, dentro do projeto Acredita Brasil, e passou a ser operado pela rede bancária em maio.

De acordo com a instituição, houve aumento de 30,3% no volume financeiro negociado na comparação com o primeiro levantamento feito pela federação, com dados até 5 de junho. Voltado a auxiliar pequenos negócios a superar dificuldades financeiras, o programa conta com a participação das principais instituições financeiras do país.

São sete bancos participantes, que representam 73% do total da carteira de crédito de micro e pequenas empresas nacionais: Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bradesco, Itaú, Santander, Sicredi e Mercantil do Brasil.

Os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais concentram a maioria dos clientes, contratos e volume financeiro. São Paulo acumula 9.489 clientes (31% do total), 11.657 contratos (30% do total) e R$ 353,67 milhões em volume negociado (28% do total). O Rio de Janeiro responde por 2.545 clientes (8%), 3.511 contratos (9%) e R$ 99,02 milhões em volume (8%) e é seguido de perto por Minas Gerais, com 2.473 clientes (8%), 3.151 contratos (8%) e R$ 100,42 milhões em volume. No Rio Grande do Sul, em fase de recuperação econômica depois das consequências das graves enchentes que devastaram várias regiões do estado, o Desenrola Pequenos Negócios já beneficiou 1,2 mil empresários, que renegociaram R$ 62 milhões em dívidas até o momento.

Comentários

Continue lendo